Busca avançada
Ano de início
Entree

Inovações no diagnóstico precoce da gestação em bovinos

Processo: 15/10606-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Apoio a Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de dezembro de 2016 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Guilherme Pugliesi
Beneficiário:Guilherme Pugliesi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Adroaldo Jose Zanella ; Augusto Hauber Gameiro ; Claudia Maria Bertan Membrive ; Ed Hoffmann Madureira ; Fernando Silveira Mesquita ; Luciano Andrade Silva ; Luiz Lehmann Coutinho ; Mario Binelli ; Sónia Cristina da Silva Andrade
Bolsa(s) vinculada(s):18/20058-7 - Uso da progesterona injetável e CIDR na ressincronização super-precoce de vacas e novilhas Nelore submetidas à 3 IATFs em 48 dias, BP.MS
19/07805-0 - Uso de diferentes doses de benzoato de estradiol na sincronização e ressincronização aos 14 dias após a IATF em vacas de corte Bos indicus, BP.MS
18/25393-9 - Abundância de transcritos de receptores para interferon-alfa/beta em leucócitos circulantes no início da gestação em novilhas Nelore, BP.IC
+ mais bolsas vinculadas 19/05926-5 - Estudo da expressão de genes estimulados por interferon-tau nas células da mucosa vaginal como nova alternativa para diagnóstico precoce da gestação em bovinos, BP.IC
17/13994-5 - Estudo do perfil transcriptômico em células imunes do sangue periférico no início da gestação em novilhas de corte, BP.MS
18/19652-1 - Ensaio imunoenzimático para mensuração das concentrações circulantes de progesterona no início da gestação, BP.TT
17/26767-7 - Eficácia do diagnóstico de gestação pela Ultrassonografia Doppler aos 20 dias pós-IATF em vacas Nelore ressincronizadas com ou sem progesterona injetável, BP.IC
17/18613-0 - Efeitos da ressincronização da ovulação com estradiol aos 14 dias pós-IATF sobre as características morfofuncionais do corpo lúteo e útero em fêmeas Nelore, BP.MS
17/13472-9 - Diagnóstico precoce da gestação em bovinos através da expressão de genes estimulados por interferon-tau em neutrófilos, BP.MS
17/03667-7 - Ensaio imunoenzimático para mensuração das concentrações circulantes de progesterona no início da gestação, BP.TT
16/23964-3 - Inovações no diagnóstico precoce da gestação em bovinos, BP.JP - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Concepção pós-parto animal  Embrião de animal  Útero  Vacas  Corpo lúteo  Ultrassonografia  Interferons 

Resumo

A identificação do estado gestacional mais precocemente aos métodos atuais realizados por volta do 30º dia pós-inseminação permite uma redução no intervalo de inseminações, o que pode resultar em menor período para concepção e maior rentabilidade ao sistema de produção pecuário. A tese central do projeto é que biomarcadores no sangue estimulados pelo concepto são detectáveis no início da gestação. Isto pode permitir o desenvolvimento de um método precoce e inovador de diagnóstico da gestação em bovinos. Assim, tem-se como objetivo principal desenvolver um método de diagnóstico através da quantificação da abundância de genes estimulados por IFN-tau (ISGs) já conhecidos ou por novos marcadores aliado a uma identificação precoce dos animais não-gestantes pela avaliação da função luteal. Para isso, no Estudo 1 novos marcadores do estado gestacional poderão ser identificados através do estudo transcriptômico das células imunes no dia 14 e 18 pós-inseminação. Pretende-se caracterizar a abundância de ISGs já conhecidos e de novos transcritos estimulados pela presença do concepto, no sangue total, nas células imunes polimorfonucleares (PMNs) e em células imunes do leite entre os dias 12 e 20 de gestação em vacas de corte e leite. A luteólise será detectada por ultrassonografia Doppler através das mudanças no tamanho e vascularização do corpo lúteo (CL) e pelas concentrações circulantes de progesterona (P4) para detecção de vacas com CL não-funcional. Para mensuração das concentrações de P4 objetiva-se desenvolver e validar um ensaio imunoenzimático com alta sensibilidade e especificidade para evitar o uso de radioisótopos. No Estudo 2 será determinado a acurácia de métodos de diagnóstico da gestação realizados antes do dia 20 pós-IA, e baseados no uso isolado ou combinado da expressão de ISGs e da funcionalidade luteal (pela concentração de P4 ou ultrassonografia Doppler). Diante dos resultados obtidos, será avaliado nos Estudos 3 e 4 o impacto produtivo e econômico da utilização dos métodos propostos para identificar vacas de corte e leite não gestantes e propor um protocolo de re-inseminação precoce. Os novos conhecimentos e métodos inovadores aqui propostos embasarão o desenvolvimento de tecnologias para a pecuária de leite e corte. A exequibilidade será garantida pelo trabalho integrado de especialistas em cada etapa analítica e pela infraestrutura das instituições envolvidas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Bolsa TT em Reprodução Animal na USP com bolsa da FAPESP 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ROCHA, CECILIA CONSTANTINO; MARTINS, THIAGO; CARDOSO, BEATRIZ OLIVEIRA; SILVA, LUCIANO ANDRADE; BINELLI, MARIO; PUGLIESI, GUILHERME. Ultrasonography-accessed luteal size endpoint that most closely associates with circulating progesterone during the estrous cycle and early pregnancy in beef cows. Animal Reproduction Science, v. 201, p. 12-21, FEB 2019. Citações Web of Science: 0.
PUGLIESI, GUILHERME; DE MELO, GABRIELA DALMASO; ATAIDE, JR., GILMAR ARANTES; GONTIJO PELLEGRINO, CARLOS AUGUSTO; SILVA, JULIO BARBOZA; ROCHA, CECILIA CONSTANTINO; MOTTA, IGOR GARCIA; MORAES VASCONCELOS, JOSE LUIZ; BINELLI, MARIO. Use of Doppler ultrasonography in embryo transfer programs: feasibility and field results. ANIMAL REPRODUCTION, v. 15, n. 3, p. 239-246, JUL-SEP 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.