Busca avançada
Ano de início
Entree

Projeto de infraestrutura de pesquisa da biblioteca do ICMC - adequação do sistema de climatização do terceiro piso - hemeroteca e área de apoio

Processo: 16/19994-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de janeiro de 2017 - 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Alexandre Nolasco de Carvalho
Beneficiário:Alexandre Nolasco de Carvalho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Recursos para a pesquisa  Infraestrutura  Equipamentos e provisões  Climatização  Bibliotecas  Hemerotecas  Reserva técnica 

Resumo

As atividades de pesquisa do ICMC resultam em publicações anuais em periódicos especializados (527 no total e 184 só em periódicos) e na criação de produtos que geram registros de patentes, com impacto nacional e internacional e solução de problemas sociais. São 32 grupos de pesquisa, cujos projetos têm recebido apoio de agências de fomento nacionais e estrangeiras. Os resultados dessas pesquisas têm sido frequentemente premiados em eventos nacionais e internacionais. Destaca-se a participação de docentes em projetos de grande porte, tais como a participação e a coordenação de redes temáticas de pesquisa como os Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs), os Núcleos de Apoio à Pesquisa (NAPs) e o Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID). O 3º piso da Biblioteca é um espaço diferenciado, com área total de 554,25 m2, ambientes para estudos, salas equipadas para seminários e treinamentos. É muito utilizada para exames de qualificação e defesas de teses/dissertações, estudos individuais e em grupo e reuniões. O 3º piso comporta uma hemeroteca composta por uma coleção retrospectiva de periódicos com mais de 100.000 fascículos, incluindo títulos completos que datam do início do século XIX, tais como Journal de L'Ecole Polytechnique, Journal fur die Reine und Angewandte Mathematik e Journal de Mathématiques pures et appliquées. Essa coleção é muito procurada por pesquisadores da Unidade e também por visitantes de outras universidades. A formatação e a flexibilidade da área, permitidas pelo nº de mesas, salas de estudo e disponibilidade de materiais (lousas brancas, computadores, projetores multimídia e equipamento de videoconferência) associados à proximidade da extensa coleção de periódicos disponível no local, faz desse piso um ambiente diferenciado no apoio à pesquisa do ICMC. Possibilita, inclusive, encontros presenciais e remotos entre pesquisadores, além de acolher visitantes que aqui permanecem em função de eventos ou de projetos em conjunto com pesquisadores do ICMC. A partir de um monitoramento térmico realizado neste 3º. Pavimento, com a constatação da temperatura elevada, realizou-se a climatização do setor operacional do ambiente, enquanto os demais espaços ainda sofrem as consequências da temperatura elevada. Importante ressaltar que a Biblioteca do ICMC atende, juntamente com o novo Bloco de Serviços e Pesquisa e Bloco de Laboratórios de Pesquisa, a demanda pelo uso dos espaços por alunos da pós-graduação, que aumentou consideravelmente e ampliou as reclamações de calor excessivo no local. Outra consideração importante a respeito da alta temperatura é o impacto na conservação da citada hemeroteca e que tal coleção dificilmente será substituída por qualquer recurso digital, como é o caso de obras raras e as coleções completas de periódicos. Além de a alta temperatura ser danosa para esses materiais, a umidade, a sujeira e a entrada de pássaros no ambiente, possibilitada pelas portas e janelas que precisam permanecer abertas, também potencializam os danos. Assim, é necessário limpar esses materiais com mais frequência, o que diminui seu tempo de vida e acelera sua deterioração. Considerando que a frequência de alunos de pós-graduação tem sido crescente nos espaços da biblioteca, atingindo mais da metade dos estudantes presentes na maioria dos horários; considerando o espaço essencial de estudo e pesquisa disponível para a comunidade local e visitantes, bem como a influência do conforto térmico na concentração e na qualidade dos trabalhos dos usuários; e considerando ainda a responsabilidade da instituição sobre a guarda e preservação do patrimônio bibliográfico que disponibiliza para a comunidade científica, justifica-se a climatização da área no intuito de adequar o espaço para melhorar o uso pela comunidade e minimizar os danos ao material existente. (AU)