Busca avançada
Ano de início
Entree

Adequação de espaços destinados a biblioteca, coleções científicas e almoxarifado de produtos químicos utilizados em atividades de pesquisa no CERe / UNESP

Processo: 16/19430-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Reginaldo Barboza da Silva
Beneficiário:Reginaldo Barboza da Silva
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Registro. Registro , SP, Brasil
Assunto(s):Recursos para a pesquisa  Infraestrutura  Equipamentos e provisões  Reserva técnica  Bibliotecas 

Resumo

De acordo com a FAPESP, a Reserva Técnica para Infraestrutura Institucional de Pesquisa (RTI) destina-se ao apoio à infraestrutura coletiva de pesquisa que beneficie Projetos de Pesquisa apoiados pela FAPESP na Instituição. Dessa maneira, a Comissão Permanente de Pesquisa realizou um trabalho de organização para uma política de aplicação dos recursos da RTI/FAPESP no Câmpus da UNESP de Registro, e a Coordenadoria Executiva abriu uma chamada para que todos os docentes pudessem sugerirem propostas para uso da RTI 2016. Este Câmpus possui, referente ao ano de 2016, um montante de R$ 65.217,54 (sessenta e cinco mil duzentos e dezessete reais e cinquenta e quatro centavos) de RTI/FAPESP. Em vista disso, a Comissão Permanente de Pesquisa recebeu propostas dos docentes, realizou uma ampla discussão e aprovou três sugestões, os quais foram denominadas ações. A Ação 1 corresponde a ampliação e adequação dos espaços de leitura e acervo da biblioteca, a Ação 2 corresponde a reforma e readequação do almoxarifado de produtos químicos da Unidade Vila Tupy - CERe e a Ação 3 corresponde a adequação e reforma das câmaras secas para atividades de pesquisas. As melhorias e conclusão das obras de readequação destes espaços irão beneficiar a pesquisa de todos os docentes visto que são espaços multiusuários e multidisciplinares, atendendo as premissas da FAPESP. No momento, pelo menos 40 projetos de pesquisa farão uso do espaço. O parecer foi enviado ao Conselho Diretor da Unidade o qual foi homologado na reunião ordinária realizada em 26 de agosto de 2016. A previsão de conclusão das adequações será de 12 meses, com previsão de início a partir de novembro de 2016. (AU)