Busca avançada
Ano de início
Entree

Frutas nativas brasileiras: papel dos compostos bioativos fenólicos na dislipidemia e resistência insulínica associadas à dieta

Processo: 16/11843-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Maria Ines Genovese Rodriguez
Beneficiário:Maria Ines Genovese Rodriguez
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Helena Rudge de Moraes Barros
Assunto(s):Biodiversidade  Atenção à saúde  Proantocianidinas 

Resumo

O rápido aumento na prevalência de sobrepeso e obesidade representa uma ameaça à saúde pública e indica um comportamento claramente epidêmico, superando até mesmo a desnutrição e as doenças infecciosas. Entre as doenças diretamente associadas com o excesso de peso, a incidência do diabetes do tipo 2 cresce assustadoramente. A busca de novas estratégias para conter o seu avanço é fundamental para minimizar o impacto na qualidade de vida e reduzir os custos dos sistemas de saúde. Dietas ricas em frutas e vegetais são associadas à redução do risco de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), e os compostos fenólicos parecem ser parcialmente responsáveis, dada sua capacidade de modificar a digestão e a absorção de nutrientes, atuar em diversas vias metabólicas e modular a microbiota colônica. Neste contexto, as frutas nativas brasileiras surgem como excelentes fontes de compostos bioativos fenólicos com perfil singular, incluindo compostos bioativos não encontrados em nenhuma outra fruta, os quais já foram anteriormente relacionados a efeitos benéficos à saúde. Diante do exposto, o objetivo deste trabalho será avaliar, in vivo, os efeitos decorrentes do consumo a longo prazo de diferentes frações fenólicas de frutas nativas brasileiras (cupuaçu, jabuticaba, cambuci e cagaita), em modelos animais de prevenção e de tratamento de obesidade induzida por dieta hiperlipídica e com alto teor de sacarose. Serão também estudados os mecanismos de ação envolvidos no possível potencial protetor dos compostos fenólicos contra o desenvolvimento de obesidade e resistência à insulina, e investigar-se-á se os possíveis efeitos benéficos observados estão relacionados à modulação das populações da microbiota e redução da endotoxemia e da inflamação do tecido visceral. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CALDAS MOURA, MARCH HERCULES; CUNHA, MARIA GABRIELA; ALEZANDRO, MARCELA ROQUIM; GENOVESE, MARIA INES. Phenolic-rich jaboticaba (Plinia jaboticaba (Vell.) Berg) extracts prevent high-fat-sucrose diet-induced obesity in C57BL/6 mice. Food Research International, v. 107, p. 48-60, MAY 2018. Citações Web of Science: 10.
DONADO-PESTANA, CARLOS M.; CALDAS MOURA, MARCIO HERCULES; DE ARAUJO, RENATA LUISE; SANTIAGO, GABRIELA DE LIMA; DE MORAES BARROS, HELENA RUDGE; GENOVESE, MARIA INES. Polyphenols from Brazilian native Myrtaceae fruits and their potential health benefits against obesity and its associated complications. CURRENT OPINION IN FOOD SCIENCE, v. 19, n. SI, p. 42-49, FEB 2018. Citações Web of Science: 9.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.