Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de sistemas táticos cativos baseados em asas rotativas

Processo: 15/50618-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial
Convênio/Acordo: FINEP - PIPE/PAPPE Subvenção
Colaborou com o Tema: Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer)
Pesquisador responsável:Leonardo Mendes Nogueira
Beneficiário:Leonardo Mendes Nogueira
Empresa:Altave Serviços de Manutenção e Instalação de Sistemas de Radiocomunicações Ltda. - ME
Município: São José dos Campos
Assunto(s):Estrutura de aeronaves  Asas de aeronaves  Aeronaves não tripuladas 

Resumo

Os produtos são multicópteros ancorados por cabo para aplicações de monitoramento por câmeras, filmagem aérea de eventos para TV, vigilância de eventos que envolvem grandes aglomerações de pessoas, telecomunicações em áreas remotas, operações táticas militares e como um tipo de antena repetidora de sinal. Os multicópteros cativos são compostos de dispositivo de ancoragem, cabo de ancoragem, estrutura suspensa, multicóptero e carga útil. A maturidade atual do projeto permite fomentar a entrada no mercado de soluções baseadas em asas rotativas com a capacidade de voar com uma carga paga de 10 Kg e que operem em alturas de até 100 metros. A ALT AVE concebeu um validador de conceito de um multicóptero cativo com o intuito de testar a viabilidade do projeto. O protótipo foi idealizado com uma massa próxima da solução final. Embora os resultados obtidos com o desenvolvimento desse validador de conceitos tenham sido robustos e convincentes, vários pontos dessa solução ainda precisam de revisão e aprimoramento, para que se possa entregar uma solução segura e confiável ao cliente final, cruzando a fronteira entre um protótipo e um produto de forma definitiva. Almeja-se que com o Projeto PIPE Fase 2 Direta 2015/00703-7 investigará as incertezas a nível de sistema de controle, otimizações, análises comparativas de configurações e arquiteturas elétricas, enquanto que a Fase 3 se preocupará com aspectos práticos de produção, usabilidade, segurança, transporte, durabilidade e confiabilidade. Essas etapas são essenciais para transformar um protótipo em produto. (AU)