Busca avançada
Ano de início
Entree

Stent multilayer no aneurisma tóracoabdominal e avaliação de sua repercussão hemodinâmica. estudo experimental em porcos

Processo: 16/03851-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2016 - 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Nelson Wolosker
Beneficiário:Nelson Wolosker
Instituição-sede: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE). Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Igor Rafael Sincos ; Oskar Grau Kaufmann ; Ricardo Aun
Assunto(s):Artéria renal 

Resumo

Os aneurismas toracoabdominais representam 10-15% de todos os aneurismas da aorta. Apesar de sua baixa prevalência comparada aos aneurismas de aorta abdominal, os aneurismas toracoabdominais requerem tratamento complexo e de alta morbidade e mortalidade. O tratamento do aneurisma toracoabdominal apresenta um número significativo de complicações e a mortalidade pós-operatória varia de 4 a 21%, dependendo da população estudada e da experiência da equipe cirúrgica.O tratamento exclusivamente endovascular necessita de endoprótese com fenestrações ou ramificações para revascularizar os ramos viscerais da aorta, porém, apresenta risco de selamento inadequado entre os stents e a endoprótese aórtica (endoleak). Recentemente, desenvolveu-se um novo modelo de stent, que apresenta configuração geométrica tridimensional de camadas trançadas com a função de modulação do fluxo sanguíneo dentro do saco aneurismático, transformando-o em fluxo laminar ao invés do fluxo turbilhonar característico das dilatações. Trata-se do stent multilayer. O objetivo deste estudo é analisar, por meio de um modelo animal, os efeitos hemodinâmicos do stent multilayer em dilatações aneurismáticas envolvendo ramos viscerais, através da análise de imagens de arteriografia, Doppler colorido e espectral, ultrassom contrastado e ultrassom intravascular.Material e Método: Serão utilizados 20 porcos machos castrados da raça Large White, randomizados em dois grupos: Stent x Controle. Todos os animais serão submetidos a criação de um aneurisma transrenal com patch de peritônio. No grupo Stent, após a confecção do aneurisma, será implantando um stent multilayer de 10 mm por técnica endovascular. Após 4 semanas os animais serão submetidos a duplex scan e ultrassom contrastado da Aorta, angiografia de controle com ultrassom intravascular, seguidos de laparotomia exploradora, explante do conjunto aorta-stent e eutanásia. Assim, serão avaliadas primariamente a formação de trombo mural, as pressões intra-saco aneurismático e a patência das artérias renais. Outros dados secundários também serão estudados, como as medidas de velocidade e índice de resistência do fluxo além da morfologia da onda espectral ao duplex scan e a presença de vazamentos. A parede aórtica será submetida, posteriormente, a avaliação histopatológica. Hipótese principal testada: O grupo com implante do stent apresentará formação de trombo no saco aneurismático, menor pressão intra-saco aneurismático e patência de artérias renais. Hipótese secundária - O fluxo será laminar ao Doppler e não serão identificados vazamentos e/ou crescimento do aneurisma. (AU)