Busca avançada
Ano de início
Entree

Súditos da rebelião: estrutura de sentimento na nova MPB

Processo: 16/13827-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Outras Sociologias Específicas
Pesquisador responsável:Fernando Antonio Pinheiro Filho
Beneficiário:Fernando Antonio Pinheiro Filho
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sociologia da música  Música popular  Indústria cultural 

Resumo

RESUMOGATTI, V. V. B. Súditos da Rebelião: estrutura de sentimento da Nova MPB (2009-2015). 2015. 290 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.Este trabalho analisa a inserção de um grupo de músicos e compositores que surge no final da década de 2000 em São Paulo, denominado Nova MPB, num arranjo de forças que constitui o campo da música popular brasileira. Trata-se de caracterizar a estrutura de sentimento, definindo princípios implícitos e explícitos que permeiam a formação da Nova MPB, cristalizada na sua produção musical. Partindo do pressuposto de que a produção musical é uma produção social, o enredamento que sofrem esses artistas, tanto ao se inserirem num arranjo de forças em curso, quanto nas relações que mantém internas ao grupo, tem efeitos nos seus posicionamentos e composições. O objetivo deste trabalho é problematizar os processos sociais que envolvem a produção musical deste grupo enfocado. Dadas as novas formas de produção, distribuição e divulgação arranjadas pelos artistas, valendo-se de avanços tecnológicos, a Nova MPB coloca-se como protagonista de uma nova produção musical independente, de maneira autônoma e empreendedora. Os artistas formam uma rede colaborativa abrindo caminhos alternativos aos instituídos pela indústria fonográfica. Ademais, o pertencimento à fração artística da classe média intelectualizada e a proximidade da sonoridade de suas composições, ainda que com algumas exceções, reforçam os valores e princípios que conformam o grupo. Os artistas da Nova MPB se relacionam com a tradição da música brasileira de forma peculiar, se aproximando de figuras consagradas e enaltecendo nomes e momentos da história da música popular brasileira que foram obscurecidos pela atuação da indústria fonográfica. Os novos artistas intentam reescrever a história da música brasileira à sua maneira, incorporando gêneros e nomes antes desconsiderados. Por meio de homenagens, parcerias e releituras, eles se aproximam de figuras icônicas, consagradas ou em vias de consagração. A exaltação de momentos do passado dessa história pode ser interpretada como um dos princípios implícitos que compõe a estrutura de sentimento da Nova MPB. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.