Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da inibição do fator de necrose tumoral-alfa e da interleucina-1 na via eruptiva de molares de ratos

Processo: 16/09264-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2016 - 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Paulo Sergio Cerri
Beneficiário:Paulo Sergio Cerri
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Estela Sasso Cerri
Assunto(s):Erupção dentária  Histologia oral  Reabsorção óssea  Imuno-histoquímica 

Resumo

Durante a erupção dentária ocorre degradação dos tecidos da via eruptiva, dentre eles a lâmina própria e osso situados entre o germe dentário e a mucosa oral. A degradação da via eruptiva depende de uma cascata complexa de eventos celulares e moleculares que ocorrem em sítios e períodos específicos. Sabe-se que o TNF-± e a IL-1 são citocinas envolvidas com a osteoclastogênese e a ativação de metaloproteinases da matriz (MMPs). Assim, picos na expressão destas citocinas devem ocorrer durante a erupção dentária. O propósito deste estudo é avaliar os efeitos do Infliximab (bloqueador do TNF-±) e da Anakinra (competidor do Receptor recombinante para IL-1) na imunoexpressão de TNF-± e IL-1 na lâmina própria durante a erupção de molares de ratos. Considerando que o TNF-± e a IL-1 são moléculas sinalizadoras importantes para os processos de remodelação tecidual e reabsorção óssea, pretendemos avaliar se o Infliximab e a Anakinra causam atraso no processo eruptivo. Além disso, pretendemos investigar se este atraso pode estar associado a interferência destes mediatores na osteoclastogênese e/ou no processo de degradação da via eruptiva. Serão utilizados 96 ratos com 6 e 12 dias que serão distribuídos em 4 grupos (n=24 ratos por grupo): GC (grupo controle) - os ratos receberão soro fisiológico; GINF - os ratos receberão diariamente 5mg/kg de Infliximab (anti-TNF-± - Remicade® - Janssen Biotec.); GANK - os ratos receberão diariamente 5mg/kg de Anakinra (anti-IL-1 - Kineret® - SOBI); GINF+ANK - os ratos receberão diariamente 5mg/kg de Infliximab + 5mg/kg de Anakinra. Os ratos com 6 dias receberão os tratamentos durante 3 e 5 dias; os ratos com 12 dias serão tratados durante 4 dias. Após 24 horas da última injeção, a eutanásia dos ratos será realizada. Com auxílio de um estereomicroscópio, as maxilas serão analisadas e as imagens serão capturadas. Fragmentos da mucosa oral serão congelados para detecção do TNF-± e IL-1 por meio do Western blot. As hemimaxilas contendo o 1º molar serão imersas em solução fixadora. Para microscopia de luz (n=60; 5 ratos/grupo/período), os fragmentos serão fixados em formaldeído a 4% (pH 7,2) por 48 horas. Após a descalcificação, os fragmentos serão desidratados e incluídos em parafina. Os cortes contendo a via eruptiva do 1º molar serão corados com hematoxilina e eosina (HE) para análise morfológica. Alguns cortes serão submetidos as reações imuno-histoquímicas para a detecção de TNF-±, IL-1, IL-6, RANKL, OPG, MMP-1 e MMP-9. O número de células imumarcadas (para cada reação imuno-histoquímica) na lâmina própria será computado. Os cortes serão também submetidos à reação histoquímica para fosfatase ácida tartarato resistente (TRAP), usado como marcador de osteoclastos, e o número de osteoclastos TRAP-positivos na superfície óssea será computado. Cortes corados com picro-sirius red serão usados para estimar o conteúdo de colágeno birrefringente na lâmina própria. Os dados serão analisados usando one-way ANOVA com o teste post-hoc Kruskal-Wallis ou teste de Turkey (nível de significância pd0,05). A fim de verificar se o Infliximab e/ou Anakinra interferem com o processo de reabsorção óssea e degradação dos componentes da matriz extracelular da lâmina própria, será conduzida a análise ultraestrutural de osteoclastos e células da lâmina própria. Para este propósito, alguns espécimens (n=3/grupo/período) serão fixados com glutaraldeído/formaldeído, descalcificados e processados para inclusão em Araldite. Os cortes semifinos corados com azul de toluidina serão obtidos e as áreas de interesse (via eruptiva do 1º molar) serão cuidadosamente selecionadas para a análise ultraestrutural. Os cortes ultrafinos serão examinados ao microscópio eletrônico de transmissão (TECNAI). (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
HOSHINO, ROBERTO ALAMEDA; DA SILVA, GUILHERME FERREIRA; DELFINO, MATEUS MACHADO; GUERREIRO-TANOMARU, JULIANE MARIA; TANOMARU-FILHO, MARIO; SASSO-CERRI, ESTELA; BONETTI FILHO, IDOMEO; CERRI, PAULO SERGIO. Physical Properties, Antimicrobial Activity and In Vivo Tissue Response to Apexit Plus. MATERIALS, v. 13, n. 5 MAR 2020. Citações Web of Science: 0.
DE PIZZOL JUNIOR, JOSE PAULO; SASSO-CERRI, ESTELA; CERRI, PAULO SERGIO. Matrix Metalloproteinase-1 and Acid Phosphatase in the Degradation of the Lamina Propria of Eruptive Pathway of Rat Molars. CELLS, v. 7, n. 11 NOV 2018. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.