Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese, caracterização e estudo fotofísico dos tungstatos de prata dopados com terras raras

Processo: 16/05661-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Ieda Lucia Viana Rosa
Beneficiário:Ieda Lucia Viana Rosa
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Európio  Praseodímio  Fotoluminescência  Terras raras  Térbio 

Resumo

A preparação de partículas nanométricas de metais nobres é um tópico interdisciplinar que está atraindo intensa pesquisa e desenvolvimento devido ao valor científico desses metais nesta escala. Tungstatos em geral possuem propriedade fotoluminescente e ação antimicrobiana. Além disso, os materiais de prata (Ag) exibem altas propriedades fotocatalíticas sob luz visível para degradação de corantes, destruição de bactérias e propriedades eletrocatalíticas. Este projeto de pesquisa tem como objetivo investigar as propriedades fotoluminescentes e fotocatalíticas dos cristais de tungstato de prata puro (Ag2WO4) e dopado com terras raras (TR3+), (Ag2WO4:TR3+), utilizando o método de co precipitação. Este método não necessita de elevadas temperaturas de processamento, é rápido e não requer equipamentos sofisticados, podendo ser utilizado para sintetizar materiais de forma e tamanho homogêneos e unifásicos. As bandas de emissão dos íons TR3+ observadas, em geral, na região do visível são de fácil interpretação e utilizadas para uma infinidade de aplicações. O Eu3+ especificamente, devido à estrutura dos seus níveis de energia é muito utilizado como sonda espectroscópica. As propriedades luminescentes dos íons de TR3+, tais como finas linhas de absorção e emissão, são devidas às transições eletrônicas dentro da camada 4f parcialmente preenchida, que está protegida do ambiente por elétrons 5s e 5p externos. Além disso, estes íons apresentam emissões características, podendo ser aplicados como, por exemplo, na fabricação de diversos dispositivos luminescentes. Os pós de tungstatos de prata dopados com os íons TR3+ serão caracterizados quanto à cristalinidade e morfologia por meio de Difratometria de Raios-X (DRX), Refinamento Rietveld, Microscopia Eletrônica de Varredura de alta resolução (FEG/MEV) e Espectroscopia de Reflectância no Ultravioleta e Visível (UV-Vis). A Fotoluminescência (FL), bem como a determinação do tempo de vida da emissão mais representativa de cada íon de TR3+ serão utilizadas com o intuito de verificar a influência destes íons nas propriedades ópticas destes materiais. Espectroscopia Raman (FT-Raman) e no Infravermelho (FT-IR) serão utilizadas na identificação das unidades estruturais dos compostos. Além disto, serão efetuados estudos fotocatalíticos dos materiais através da possibilidade destes compostos de degradarem corantes orgânicos tais como a rodamina B, a eosina, etc.. (AU)