Busca avançada
Ano de início
Entree

Estabelecimento de protocolos de pesquisa e estratégias preventivas para erosão dentária

Processo: 15/26520-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2016 - 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Daniela Rios Honório
Beneficiário:Daniela Rios Honório
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Pesq. associados:Heitor Marques Honório ; Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Assunto(s):Cariologia  Erosão dentária  Saliva  Metodologia científica  Odontologia preventiva 

Resumo

Devido à alta prevalência de erosão dentária encontrada nos últimos anos, tem se buscado metodologias de estudo adequadas e terapias para prevenir a ocorrência ou inibir o avanço desta alteração. O objetivo geral deste trabalho será encontrar uma saliva a ser utilizada em estudos laboratoriais de erosão que melhor simule a situação clínica e buscar uma medida efetiva para a prevenção da erosão dentária. Desta forma o mesmo será divido em 7 subprojetos, nos quais 3 estão relacionados a protocolos de pesquisa e 4 a medidas preventivas. Em todos os subprojetos serão utilizados dentes bovinos, os quais terão a dureza superficial mensurada para seleção e randomização estratificada. No subprojeto I, será avaliado o potencial "remineralizador" (2h) sobre o esmalte erodido (imersão em ácido cítrico 0,05 M, pH 2,5) de diferentes formulações de salivas artificiais e pool de saliva humana com e sem mucina in vitro, em comparação com a saliva humana in situ. No subprojeto II será estudado o efeito protetor contra a desmineralização erosiva (imersão em ácido cítrico 0,05 M, pH 2,5) quando da exposição prévia do esmalte (2h) às formulações de saliva artificial e pool de saliva humana com e sem mucina in vitro, comparadas a saliva humana in situ. O subprojeto III avaliará o efeito sobre o esmalte promovido por diferentes formulações de saliva artificial in vitro em relação à saliva humana in situ, em situações de desafio erosivo (2 min em ácido cítrico seguida de 2 horas de "remineralização") 4 vezes por dia, por 5 dias. No subprojeto IV será avaliado o possível efeito protetor in vitro de diferentes tipos de emulsões de ácidos graxos e de uma solução fluoretada sobre a desmineralização do esmalte em um único e curto desafio erosivo (imersão em ácido cítrico 0,05 M, pH 2,5). Complementarmente o subprojeto V estudará o efeito in situ de uma emulsão de ácido graxo definida no subprojeto anterior, de uma emulsão deste ácido graxo em solução fluoretada, da solução fluoretada pura e da água deionizada (controle) sobre a perda de esmalte diante de desafio erosivo (2 min em ácido cítrico) 4 vezes por dia, por 5 dias. O subprojeto VI avaliará o potencial protetor in situ do bochecho de uma solução com aspartame comparativamente à uma solução de fluoreto estanhoso ou água deionizada (controle) na perda erosiva do esmalte (desafio de 2 min em ácido cítrico, 4 vezes por dia, por 5 dias). Por fim no subprojeto VII será avaliada a eficácia da aplicação de um dentifrício com adição de silicato de cálcio, fosfato e flúor (marca comercial: REGENERATE Enamel Science") na prevenção do desgaste erosivo in situ, considerando os episódios de erosão e abrasão (erosão de 2 min em ácido cítrico, 4 X/ dia e abrasão por 15s com dentifrício em estudo 2 X/ dia, por 5 dias). Nos subprojetos I, II e IV a variável de reposta será dureza superficial (% de recuperação de dureza-I e % de perda de dureza-II e IV) e nos subprojetos III, V, VI e VII será perda de esmalte por meio de perfilometria. Na análise estatística serão aplicados os testes de normalidade e homogeneidade para se determinar o uso de testes paramétricos ou não paramétricos, será considerado um nível de significância de 5%. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
IONTA, FRANCINY QUEROBIM; BARROS DE ALENCAR, CATARINA RIBEIRO; DOS SANTOS, NATALIA MELLO; PORTALUPPE BERGANTIN, BIANCA TOZI; VAL, POLIANA PACIFICO; HONORIO, HEITOR MARQUES; DE OLIVEIRA, THAIS MARCHINI; RIOS, DANIELA. Effect of palm oil alone or associated to stannous solution on enamel erosive-abrasive wear: A randomized in situ/ex vivo study. ARCHIVES OF ORAL BIOLOGY, v. 95, p. 68-73, NOV 2018. Citações Web of Science: 0.
IONTA, FRANCINY QUEROBIM; BARROS DE ALENCAR, CATARINA RIBEIRO; VAL, POLIANA PACIFICO; BOTEON, ANA PAULA; JORDAO, MAISA CAMILLO; HONORIO, HEITOR MARQUES; RABELO BUZALAF, MARILIA AFONSO; RIOS, DANIELA. Effect of vegetable oils applied over acquired enamel pellicle on initial erosion. Journal of Applied Oral Science, v. 25, n. 4, p. 420-426, JUL-AUG 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.