Busca avançada
Ano de início
Entree

Mapeamento e controle de fragmentos espaciais: consequências ao meio ambiente e ao programa espacial

Processo: 16/15675-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2016 - 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial - Dinâmica de Vôo
Pesquisador responsável:Jorge Kennety Silva Formiga
Beneficiário:Jorge Kennety Silva Formiga
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Pesq. associados:Antônio Fernando Bertachini de Almeida Prado ; Denilson Paulo Souza dos Santos ; Rodolpho Vilhena de Moraes ; Vivian Martins Gomes
Assunto(s):Astrodinâmica  Detrito espacial  Manobra orbital 

Resumo

Este projeto tem como objetivo mapear as características orbitais dos detritos espaciais visando minimizar as consequências e os danos causados ao meio ambiente, a vida humana e a missões espaciais. Existem varias formas para explicar o surgimento destes detritos, em especial através de uma explosão de um ou mais veículos espaciais e de fragmentos de meteoros. Inicialmente será realizado uma pesquisa bibliográfica referente ao assunto e o levantamento do número de satélites que estão ativos e inativos. em seguida, será mapeado o comportamento orbital de uma nuvem de detritos gerada por uma das razões citadas acima. Com isso será possível conhecer as características orbitais que serão utilizados em modelos analíticos já existentes e implementados. Perturbações devidas a pressão de radiação, terceiro corpo, não distribuição esférica da Terra, passagens próximas por um corpo celeste serão consideradas. Em particular, a passagem de uma nuvem pelas proximidades da Terra será estudada, do ponto de vista do cálculo dos efeitos dessa passagem na evolução da forma e densidade da nuvem. Nessa situação, o sistema será assumido ser formado pelo Sol, o planeta Terra e um veículo espacial que explode e se torna uma nuvem de partículas. Inicialmente o sistema Sol-Terra é assumido em órbitas circulares e planares, o que será estendido depois para outros sistemas: Sol-Jupiter, Sol-Marte, etc. Dessa forma, dentro desse enfoque, as equações do movimento inicialmente adotadas são as validas para o movimento planar circular restrito dos três corpos. Depois será considerado o problema de realizar manobras em veículos espaciais com o objetivo de evitar colisões com as referidas nuvens, de forma a evitar a perda da missão e a possível queda do veículo espacial na Terra, com potenciais riscos e danos ao meio ambiente. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FORMIGA, JORGE KENNETY S.; GOMES, VIVIAN MARTINS; DE MORAES, RODOLPHO VILHENA. Orbital effects in a cloud of space debris making a close approach with the earth. COMPUTATIONAL & APPLIED MATHEMATICS, v. 37, n. 1, SI, p. 133-143, DEC 2018. Citações Web of Science: 0.
CAVALCA, M. P. O.; PRADO, A. F. B. A.; FORMIGA, J. K. S.; GOMES, V. M.; SANCHEZ, D. M. STUDYING MID-RANGE PLANAR ORBITS AROUND PHOBOS. REVISTA MEXICANA DE ASTRONOMIA Y ASTROFISICA, v. 54, n. 2, p. 429-442, OCT 2018. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.