Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparative mRNA and microRNA profiling during acute myocardial infarction induced by coronary occlusion and ablation radio-frequency currents.

Processo: 16/23550-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de dezembro de 2016 - 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:José Antonio Silva Junior
Beneficiário:José Antonio Silva Junior
Instituição-sede: Universidade Nove de Julho (UNINOVE). Campus Vergueiro. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):MicroRNAs  Ratos  Infarto do miocárdio  Expressão gênica 

Resumo

A ligadura da artéria coronária descendente anterior esquerda é o modelo experimental mais comumente usado para induzir o infarto do miocárdio (IM) em roedores. Uma alta mortalidade na fase aguda e a heterogeneidade do tamanho do IM obtido são desvantagens reconhecidas neste modelo. Na tentativa de resolver o problema,nosso grupo desenvolveu recentemente um novo modelo experimental de MI baseado na aplicação de correntes de radiofrequência de ablação miocárdica (AB-RF) que produz IM com tamanhos homogêneos e reduz significativamente a mortalidade. Além disso, as alterações cardíacas estruturais e funcionais provocadas pela AB-RF foram semelhantes às observadas em animais com IM induzida por ligadura da artéria coronária. Neste trabalho comparamos a expressão de mRNA de genes que são expressos pós-IM em modelos de oclusão e ablação. Foram analisadas 48 expressões de mRNAs de 9 diferentes vias de transdução de sinal (sinais de sobrevivência celular e de metabolismo, matriz extracelular, ciclo celular, estresse oxidativo, apoptose, sinalização de cálcio, marcadores de hipertrofia, angiogênese e inflamação) no ventrículo esquerdo do rato 1 semana após IM gerado pelos modelos de oclusão coronária e AB-RF. Além disso, a análise em larga escala de miRNA também foi avaliada em ambos os protocolos de IM. Curiosamente, os níveis de expressão de mRNA e miRNA mostraram fortes semelhanças entre os dois modelos após IM, com poucas especificidades em cada modelo, sendo ativadas vias de transdução de sinais semelhantes. Pelo nosso conhecimento, esta é a primeira comparação de alterações genômicas de conteúdos de mRNA e miRNA após dois diferentes procedimentos de IM e identifica reguladores chaves de sinalização modulando a fisiopatologia destes dois modelos que podem culminar na insuficiência cardíaca. Além disso, essas análises podem contribuir com os conhecimentos atuais sobre as alterações transcricionais e pós-transcricionais do protocolo de AB-RF, surgindo como um método alternativo e eficaz de IM que reproduz a maioria das alterações observadas na oclusão coronariana. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)