Busca avançada
Ano de início
Entree

Apoio institucional e educação permanente em saúde em uma região de saúde do interior de São Paulo: uma pesquisa intervenção

Processo: 16/15199-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Vigência: 01 de dezembro de 2016 - 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Convênio/Acordo: CNPq - PPSUS
Pesquisador responsável:Cinira Magali Fortuna
Beneficiário:Cinira Magali Fortuna
Instituição-sede: Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Instituição parceira: Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS); Prefeitura Municipal de Itápolis; Departamento Regional de Saúde III - Araraquara; Prefeitura Municipal de Rincão; Secretaria Municipal de Saúde de São Carlos
Pesq. associados: Adriana Barbieri Feliciano ; Adriano André da Silva ; Andressa Laís de Grande ; Carlos Alberto Ferreira ; Erika Cristina Diniz ; Flávio Adriano Borges Melo ; Gabriela Alvarez Camacho ; Karemme Ferreira de Oliveira ; Márcia Niituma Ogata ; Mônica Vilchez da Silva ; Priscila Norie de Araujo ; Rosenéia Braz de Souza ; Siliani Aparecida Martinelli Brunozi
Bolsa(s) vinculada(s):17/03452-0 - Apoio institucional e educação permanente em saúde em uma região de saúde do interior de São Paulo: uma pesquisa intervenção, BP.TT
17/05003-9 - Apoio institucional e Educação Permanente em Saúde em uma Região de Saúde do Interior de São Paulo: uma pesquisa intervenção, BP.TT
17/04962-2 - Apoio institucional e Educação Permanente em Saúde em uma Região de Saúde do Interior de São Paulo: uma pesquisa intervenção, BP.TT
Assunto(s):Educação continuada  Políticas públicas de saúde  Tecnologias da saúde 

Resumo

Trata-se de estudo de abordagem qualitativa do tipo pesquisa-intervenção que tem por objetivo analisar as práticas profissionais dos apoiadores municipais da Política Nacional de Humanização (PNH) e articuladores municipais de Educação Permanente em Saúde (EPS) e implementar ações junto aos 24 municípios do Departamento Regional de Saúde III de Araraquara. A pesquisa utilizará o referencial teórico metodológico da Análise Institucional francesa, linha socioclínica. A produção dos dados será realizada em quinze sessões de grupos de discussão com articuladores de EPS e apoiadores da PNH, com periodicidade mensal, intercaladas com três sessões de restituição das análises e 48 entrevistas semi-estruturadas realizadas com os mesmos. Pretende-se mapear ações, dificuldades, lacunas e ferramentas utilizadas por eles no desenvolvimento de suas funções. Os resultados esperados dizem respeito a apropriação de ferramentas de trabalho pelos apoiadores e articuladores que possam ser utilizadas para fomentar análises junto a coletivos de trabalhadores de saúde dos serviços que compõem a rede municipal na direção da aprendizagem significativa, visando a transformação das práticas de gestão nos territórios, além da possibilidade de melhoria do cuidado prestado à população. (AU)