Busca avançada
Ano de início
Entree

Linha de cuidado para a saúde na adolescência e juventude para o Sistema Único de Saúde no estado de São Paulo

Processo: 16/15205-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas para o SUS
Vigência: 01 de dezembro de 2016 - 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Convênio/Acordo: CNPq - PPSUS
Pesquisador responsável:Mariana Arantes Nasser
Beneficiário:Mariana Arantes Nasser
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Adalto Alfredo Pontes Filho ; Arnaldo Sala ; Carolina Rogel de Souza ; Débora Hermann ; Elza Salvatori Berquó ; Fernanda Lopes Regina ; Jan Stanislas Joaquim Billand ; José Ricardo de Carvalho Mesquita Ayres ; Maria Altenfelder Santos ; Neusa Francisca de Jesus ; Regina Maria Mac Dowell de Figueiredo ; Sandra Mara Garcia
Bolsa(s) vinculada(s):18/04863-7 - Avaliação da atenção à saúde de adolescentes e jovens, BP.TT
17/23193-0 - Geoprocessamento de pontos da linha de cuidado a adolescentes e jovens no SUS, no estado de São Paulo, BP.TT
17/11617-0 - Intersetorialidade para a promoção da saúde e dos direitos humanos de adolescentes e jovens, BP.TT
17/03327-1 - Participação social em saúde de adolescentes e jovens, BP.TT
17/04386-1 - Educação em saúde e para a cidadania de adolescentes e jovens, BP.TT
Assunto(s):Assistência integral à saúde  Atenção primária à saúde  Sistema Único de Saúde  Serviços de saúde para adolescentes  Adolescência  Jovens 

Resumo

Este projeto foi elaborado em parceria entre o Centro de Saúde Prof. Samuel B. Pessoa da FMUSP, o Programa Estadual de Saúde do Adolescente da SES-SP, a Coordenação da Atenção Básica da SES-SP e o CEBRAP, com o objetivo de construção da linha de cuidado para saúde na adolescência e juventude para o SUS, no estado de São Paulo (SP). As linhas de cuidado correspondem à organização de atenção para temas prioritários, com direcionalidade a partir da Atenção Primária à Saúde. No estado de SP, vêm sendo discutidas como forma de orientação programática no processo de descentralização e regionalização da saúde, tendo em vista grupos estratégicos e agravos prevalentes. A relevância da organização de uma linha de cuidado para a saúde de adolescentes e jovens, enquanto grupo populacional e a partir da perspectiva da saúde pública está em critérios de magnitude dos problemas de saúde, mas sobretudo no impacto social e na permeabilidade desse grupo às ações de promoção da saúde. A contemplação desse desafio requer a busca da integralidade, incluindo a relação entre os níveis de atenção à saúde e intersetorial em cada região, o trabalho interprofissional e interdisciplinar e a adoção de tecnologias para o cuidado integral, que considerem os adolescentes e jovens como sujeitos participantes. As etapas previstas no projeto são: A) Diagnóstico sobre a atenção à saúde na adolescência e juventude em SP, a partir de: revisão bibliográfica; identificação dos serviços de níveis primário, secundário e terciário do estado que atendem adolescentes e jovens (pontos de cuidado); elaboração e aplicação de questionário on-line junto a esses serviços para levantamento das experiências de cuidado a adolescentes já realizadas. B) Elaboração de proposta inicial da linha de cuidado e de recomendações de boas práticas, a partir de discussões em grupos focais com profissionais, gerentes e adolescentes e em grupo de experts. C) Experiência piloto da linha de cuidado na região do Litoral Norte, em parceria com a DRS, a CIR e os pontos de cuidado identificados na região. D) Revisão final da linha de cuidado e das recomendações de boas práticas, resultando em dois documentos formatados para acesso em meio digital. E) Elaboração de indicadores para avaliação e monitoramento da implantação da linha de cuidado, incluindo o desenvolvimento de um sistema informatizado para coleta periódica desses indicadores, baseado no questionário on-line previamente utilizado. Serão elaboradas propostas para pactuação da linha de cuidado enquanto política pública no contexto do estado de SP. O projeto será encaminhado a Comitê de Ética em Pesquisa no âmbito do estado de SP. Além do orçamento solicitado no Edital PPSUS 2016, o projeto deverá contar com financiamento parcial da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), previsto em Termo de Cooperação vigente com o Programa Estadual de Saúde do Adolescente. Palavras-chave: Serviços de Saúde para Adolescentes; Assistência Integral à Saúde; Adolescência/Juventude; Planejamento Regional; Atenção Primária à Saúde; Sistema Único de Saúde. (AU)