Busca avançada
Ano de início
Entree

Do estresse ao embrião: mecanismos moleculares e fisiológicos associados à embriogênese somática

Processo: 16/17541-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Botânica Aplicada
Pesquisador responsável:Eny Iochevet Segal Floh
Beneficiário:Eny Iochevet Segal Floh
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:André Luiz Wendt dos Santos ; Diego Trindade de Souza ; Marcos Silveira Buckeridge ; Paula Maria Elbl
Bolsa(s) vinculada(s):18/23381-3 - Auxinas, espécies reativas de oxigênio e óxido nítrico durante o desenvolvimento das células somáticas em Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze, BP.TT
18/12261-7 - Auxinas, espécies reativas de oxigênio e óxido nítrico durante o desenvolvimento das células somáticas em araucária angustifolia (Bertol.) Kuntze, BP.TT
Assunto(s):Estresse  Embriogênese  Araucaria angustifolia  Embriogênese somática  Desenvolvimento vegetal 

Resumo

A presente proposta tem como objetivo o estudo integrado da percepção e transdução dos sinais promovidos pelos estresses durante o desenvolvimento embrionário in vitro do pinheiro brasileiro. Para atingir este objetivo, o projeto irá utilizar informações obtidas no transcriptoma do pinheiro brasileiro (FAPESP proc.2011/51659-7) e sinalização celular durante a morfogênese (FAPESP proc. 2014/11228-5) associadas às analises fisiológicas, bioquímicas e moleculares de linhagens celulares com diferentes potenciais embriogênicos, e durante a transdiferenciação de massas proembriogênicas em embriões somáticos. Para a identificação de mecanismos fisiológicos e moleculares associados às condições estressantes que ocorrem durante o desenvolvimento dos embriões somáticos serão caracterizados o metabolismo de aminoácidos, poliaminas (PAs) e carboidratos, a emissão de espécies reativas de oxigênio/nitrogênio e seu potencial impacto na homeostase de auxinas e na modificação pós-traducional mediada pela S-nitrosilação. Os resultados gerados irão proporcionar informações básicas e aplicadas para a biologia de plantas, com ênfase nas vias de sinalização afetadas pelos estresses durante o desenvolvimento embrionário de coníferas, bem como no uso da embriogênese somática para a propagação de genótipos elite do pinheiro brasileiro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Treinamento técnico em bioquímica de plantas com bolsa da FAPESP  
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.