Busca avançada
Ano de início
Entree

Inflammation in sickle cell disease: differential and Down-Expressed plasma levels of Annexin A1 protein

Processo: 16/22239-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Claudia Regina Bonini Domingos
Beneficiário:Claudia Regina Bonini Domingos
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Hematologia 

Resumo

ResumoA Doença Falciforme (DF) é uma anemia hemolítica hereditária cuja fisiopatologia é dirigida pela polimerização da hemoglobina S (Hb S), levando a hemólise e eventos vaso-oclusivos. A inflamação é um componente chave nesse processo e um estímulo inflamatório contínuo pode levar a danos teciduais. Assim, vias de resolução da inflamação surgem para reestabelecer a homeostase. Por exemplo, há a anexina A1 (ANXA1), uma proteína anti-inflamatória endógena envolvida na redução das interações neutrófilo-endotélio, na aceleração da apoptose de neutrófilos e no estímulo da eferocitose de macrófagos. Nós investigamos a expressão de ANXA1 em plasma de pacientes com DF e sua relação com parâmetros anêmicos, hemolíticos e inflamatórios da doença. Três genótipos da DF foram considerados: a herança homozigota para a Hb S (Hb SS) e a associação entre a Hb S e as hemoglobinas variantes D-Punjab (Hb SD) e C (Hb SC). ANXA1 e citocinas pró-inflamatórias foram quantificadas por ELISA em plasma de pacientes com DF e indivíduos controles sem hemoglobinopatias. Parâmetros hematológicos e bioquímicos foram analisados por citometria de fluxo e espectrofotometria. Os níveis plasmáticos de ANXA1 foram cerca de três vezes menores em pacientes com DF comparados ao grupo controle e, dentre os genótipos da DF, os níveis mais elevados foram encontrados em indivíduos com Hb SS (aproximadamente três vezes mais elevados). Citocinas pró-inflamatórias foram mais elevadas nos grupos com DF do que nos indivíduos controles. Marcadores de anemia e hemólise foram maiores nos genótipos Hb SS e Hb SD. A contagem de células brancas e plaquetas foi maior no genótipo Hb SS e esteve positivamente correlacionada aos níveis de ANXA1. Nós encontramos que a ANXA1 é pouco e diferencialmente expressa dentre os genótipos da DF. Sua expressão parece ser dependente dascaracterísticas inflamatórias, hemolíticas e vaso-oclusivas das doenças. Esses dados levam a novos alvos biológicos para a intervenção terapêutica na DF. (AU)