Busca avançada
Ano de início
Entree

Quebras na dupla fita do DNA subtelomérico mediadas pela I-SceI nuclease são reparadas por recombinação homóloga em Trypanosoma cruzi

Processo: 16/24702-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:José Franco da Silveira Filho
Beneficiário:José Franco da Silveira Filho
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Protozoologia  Reparo do DNA 

Resumo

As regiões subteloméricas de Trypanosoma cruzi são ricas em genes e psudogenes que codificam proteínas de superfícies, como Trans-sialidases (TS), flanqueadas por sequências repetitivas. Tem sido sugerido que a extensa variabilidade entre os membros destas famílias de proteínas podem ter papel importante na infectividade do parasita e na evasão da resposta imune. Trabalhos prévios de nosso grupo sugerem que as sequências destas regiões são mais propensas à ocorrência de recombinação. Para testar esta hipótese nós introduzimos um sítio específico de quebra na dupla fita de DNA (DSB - "double strand break") em uma região subtelomérica de T. cruzi clonada em um cromossomo artificial (pTAC). Esta construção foi usada para transfectar epimastigotas de T. cruzi que expressam a meganuclease I-SceI. Análise das regiões que sofreram reparo mostrou a ocorrência de recombinação homóloga entre sequências subteloméricas endógenas. Os resultados sugerem que quebras na dupla fita em sequências subteloméricas repetitivas seguido de reparo por recombinação homóloga podem contribuir para aumento da variabilidade das famílias multigênicas de T. cruzi. (AU)