Busca avançada
Ano de início
Entree

Plasma-rico em plaquetas associado ao ácido hialurônico para aplicações em ortopedia regenerativa: do desenvolvimento tecnológico das preparações às caracterizações físico-químicas e biológicas in vitro

Processo: 16/10132-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química
Pesquisador responsável:Maria Helena Andrade Santana
Beneficiário:Maria Helena Andrade Santana
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados:Adriana da Silva Santos Duarte ; Amanda Gomes Marcelino Perez ; Andréa Arruda Martins Shimojo ; Ângela Cristina Malheiros Luzo ; Marco Vinícius Chaud ; William Dias Belangero
Assunto(s):Ortopedia  Ácido hialurônico  Medicina regenerativa  Plasma rico em plaquetas 

Resumo

Plasma rico em plaquetas (PRP) é um produto autólogo preparado a partir do sangue total, e possui alta capacidade de estimular a regeneração tecidual. Ácido hialurônico (AH) é o principal componente do fluido sinovial e exerce múltiplas funções nos processos de viscossuplementação, sinalização celular e redução da dor articular. Nos últimos cinco anos, a associação do AH livre ao PRP tem produzido benefícios clínicos à ortopedia regenerativa. Entretanto, estudos fundamentais ainda são escassos para caracterizar essa associação. Desde 2009, o grupo proponente deste projeto em equipe interdisciplinar com a área médica, tem se dedicado aos estudos de ciência básica do PRP, de modificações estruturais do AH e de sua associação com PRP. Nesse contexto, o presente projeto tem como objetivo ampliar o espectro dessas pesquisas com os seguintes estudos: influência do balanço entre plaquetas e leucócitos no PRP (tipo L-PRP) e otimização das condições de sua preparação por centrifugação visando padronização; influência da centrifugação com gradiente de concentração de AH na preparação do L-PRP; efeitos da massa molar (106, 105 e 103Da) do AH livre sobre a proliferação de células mesenquimais de gordura humana (h-AdMSCs) e capacidade para diferenciação em osso e cartilagem; produção de biomateriais para associação com o L-PRP: esponjas de AH simples e com calcitonina ligada (formulações sólidas e injetáveis); patches tópicos para redução da inflamação e alívio da dor articular. Todos os biomateriais estudados serão caracterizadas pelas suas propriedades fisico-químicas, mecânicas (reologia e força de injeção) e biológicas (liberação de fatores de crescimento e citocinas, e capacidade das células para proliferação e diferenciação. Esse projeto dará suporte a 2 trabalhos de pós-doc, 2 de doutorados e 1 de mestrado, que contribuirão para a formação de recursos humanos e desenvolvimento da ortopedia regenerativa. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GOMES DE MELO, BRUNA ALICE; ANDRADE SANTANA, MARIA HELENA. Structural Modifications and Solution Behavior of Hyaluronic Acid Degraded with High pH and Temperature. Applied Biochemistry and Biotechnology, v. 189, n. 2, p. 424-436, OCT 2019. Citações Web of Science: 0.
GOMES DE MELO, BRUNA ALICE; MALHEIROS LUZO, ANGELA CRISTINA; SANTOS DUARTE LANA, JOSE FABIO; ANDRADE SANTANA, MARIA HELENA. Centrifugation Conditions in the L-PRP Preparation Affect Soluble Factors Release and Mesenchymal Stem Cell Proliferation in Fibrin Nanofibers. Molecules, v. 24, n. 15 AUG 2019. Citações Web of Science: 0.
GOMES DE MELO, BRUNA ALICE; MARTINS SHIMOJO, ANDREA ARRUDA; MARCELINO PEREZ, AMANDA GOMES; SANTOS DUARTE LANA, JOSE FABIO; ANDRADE SANTANA, MARIA HELENA. Distribution, recovery and concentration of platelets and leukocytes in L-PRP prepared by centrifugation. COLLOIDS AND SURFACES B-BIOINTERFACES, v. 161, p. 288-295, JAN 1 2018. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.