Busca avançada
Ano de início
Entree

Páginas de sociabilidade feminina: Sensibilidade musical no Rio de Janeiro Oitocentista

Processo: 16/22201-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de janeiro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Fabiana Lopes da Cunha
Beneficiário:Fabiana Lopes da Cunha
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ourinhos. Ourinhos , SP, Brasil
Assunto(s):Mulheres 

Resumo

Na metade do século XIX, a cidade do Rio de Janeiro, sede da Corte Imperial, foi o palco deuma intensa circulação de impressos periódicos. Neste contexto, uma mulher fundou operiódico O Jornal das Senhoras (1852-1855) cujo objetivo foi a emancipação moral emelhoramento social feminino, por meio da educação. Diferente dos demais periódicos,organizados por homens, este jornal foi dirigido por mulheres - Joanna Paula Manso deNoronha (1819-1875), Violante Atabalipa Ximenes de Bivar e Vellasco (1817-1875) eGervasia Nunezia Pires dos Santos Neves (1824-1872) - e destinado ao público feminino,possibilitando um diálogo direto entre elas. Além de publicarem seus sentimentos esensações, práticas e experiências, elas também relataram seus gostos e escolhas, os costumese os espaços de sociabilidade frequentados. Dentre estes espaços, elas visitaram osestabelecimentos de modas, de beleza, as livrarias, os cafés, os jantares, os bailes, os museus,os parques, os clubes de lazeres, os teatros e as sociedades musicais. Atentas aos locais onde amúsica foi ouvida, executada e sentida, estas mulheres também relataram nas páginas doperiódico as sonoridades que presenciaram, moldando um cenário musical carioca impresso.Neste sentido, o presente trabalho tem como objetivo identificar o cenário musical carioca sob na ótica do O Jornal das Senhoras (1852-1855). (AU)