Busca avançada
Ano de início
Entree

Participação do fator de crescimento de fibroblastos-23 (FGF-23) no estresse oxidativo, nos mediadores inflamatórios, no metabolismo energético, na apoptose e alterações morfológicas e funcionais cardíacas associadas à suplementação de Vitamina D em ratos

Processo: 16/19375-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2017 - 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Sergio Alberto Rupp de Paiva
Beneficiário:Sergio Alberto Rupp de Paiva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Bertha Furlan Polegato ; Leonardo Antonio Mamede Zornoff ; Marcos Ferreira Minicucci ; Paula Schmidt Azevedo Gaiolla ; Priscila Portugal dos Santos
Assunto(s):Vitamina D  Remodelação ventricular  Hiperfosfatemia  Clínica médica 

Resumo

A deficiência/insuficiência de vitamina D tem se tornado problema de saúde pública. Adicionalmente, tem-se incentivado o uso indiscriminado desta vitamina. Suplementação de vitamina D acarreta estresse oxidativo, inflamação, apoptose, altera o metabolismo energético e a morfologia e função cardíaca. Além disso, a suplementação de vitamina D aumenta a concentração sérica de fósforo e a hiperfosfatemia estimula a liberação do fator de crescimento de fibroblasto-23 (FGF-23). O aumento do FGF-23 está associado à remodelação cardíaca. A diminuição da fosfatemia, pelo hidrocloreto de sevelamer, pode atenuar as alterações cardíacas promovidas pela suplementação de vitamina D. Assim, o objetivo deste trabalho é verificar se o tratamento com hidrocloreto de sevelamer diminuiria a concentração de FGF-23 e, consequentemente, atenuaria a remodelação cardíaca, decorrente da suplementação de vitamina D. Serão utilizados 80 ratos machos da raça Wistar alocados em quatro grupos: 1) Grupo controle alimentado com ração padrão (C, n=20); 2) Grupo controle + 3% de hidrocloreto de sevelamer (S, n=20); 3) Grupo vitamina D com adição de 10.000UI de colecalciferol/kg de ração (VD10, n=20); 4) Grupo vitamina D com adição de 10.000UI + 3% de hidrocloreto de sevelamer (VD10-S, n=20). Após quatro meses, esses animais serão submetidos à avaliação ecocardiográfica e posteriormente à eutanásia com coleta de material biológico para realização das análises histológicas, bioquímicas e moleculares. (AU)