Busca avançada
Ano de início
Entree

Busca de inibidores da xantina oxidase em amostras de origem vegetal empregando diferentes versões da biocromatografia

Processo: 16/24087-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2017 - 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Marili Villa Nova Rodrigues
Beneficiário:Marili Villa Nova Rodrigues
Instituição-sede: Centro Pluridisciplinar de Pesquisas Químicas, Biológicas e Agrícolas (CPQBA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Paulínia , SP, Brasil
Pesq. associados:Glyn Mara Figueira ; Quezia Bezerra Cass ; Susanne Rath ; Vera Lúcia Garcia
Assunto(s):Cromatografia  Plantas medicinais 

Resumo

A cromatografia de afinidade representa hoje uma poderosa ferramenta para o reconhecimento de ligantes enzimáticos proporcionando o estabelecimento de métodos altamente seletivos, rápidos e eficazes para aplicação em matrizes de alta complexidade, como a matriz vegetal. Este projeto visa aplicar duas abordagens da biocromatografia visando a busca de potenciais inibidores da xantina oxidase (XO) provenientes de plantas medicinais com o estudo dos parâmetros cinéticos e de inibição: uma utilizando a cromatografia bidimensional com um reator enzimático capilar (ICER-XO) e outro com partículas magnéticas para a "pesca" de ligantes em extratos vegetais. A enzima XO foi selecionada para esse estudo por ser bem caracterizada como alvo no tratamento de diversos estados patológicos, envolvendo inflamação, aterosclerose, hipertensão, carcinogênese, entre outras, e também por haver necessidade urgente do desenvolvimento de inibidores mais efetivos e menos tóxicos que o alopurinol, principal opção terapêutica disponível. O grande potencial das plantas como novos agentes terapêuticos, a efetividade desses modelos de estudo de compostos sintéticos e o envolvimento do CPQBA no estudo de plantas medicinais motivaram esse projeto de pesquisa para a busca de inibidores da XO de origem natural. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.