Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto das principais doenças e pragas dos citros na queda prematura de frutos de laranja em pomares do cinturão citrícola de São Paulo

Processo: 16/21632-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2017 - 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Franklin Behlau
Beneficiário:Franklin Behlau
Instituição-sede: Fundo de Defesa da Citricultura (FUNDECITRUS). Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados: Fabrício Eustáquio Lanza ; Geraldo José da Silva Junior
Assunto(s):Fitopatologia  Doenças de plantas  Pragas de plantas  Citricultura  Laranja  Queda dos frutos (distúrbio de planta) 

Resumo

O Brasil é o maior produtor mundial de laranja e do suco concentrado da fruta. Apesar das significantes quantidades produzidas e exportadas, as taxas de perdas ainda são muito elevadas, principalmente aquelas causadas pela queda prematura de frutos. Somente no cinturão citrícola brasileiro, a taxa de queda atingiu 17% na última safra, a qual correspondeu a aproximadamente 496 milhões de reais em perdas. Neste contexto, as doenças e insetos são os principais responsáveis por este dano, e em virtude de uma avaliação superficial deste problema, muitas causas podem ser sub ou superestimadas, sendo essencial o desenvolvimento de pesquisas que quantifiquem o verdadeiro impacto destes agentes de queda sobre a produção de laranja. Assim, o presente projeto tem como objetivo propor um estudo confiável do impacto das doenças e outros fatores que levam à queda prematura de frutos, utilizando o bem estabelecido trabalho de Pesquisa de Estimativa de Safra (PES), conduzido pelo Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus). Para isso serão realizadas estimativas da taxa de queda prematura relacionadas a cada um dos fatores causadores de queda. Com isso, poderão ser mensuradas as respectivas contribuições destes fatores na redução da produção total de laranja no estado. Espera-se que, com a obtenção destes resultados, seja possível determinar os impactos das doenças em todo o cinturão citrícola, detalhando os mesmos por região, variedade e idade do pomar. Os resultados gerados pela execução desta proposta permitirão fornecer informações mais precisas e específicas para o manejo de doenças mais impactantes nas diversas regiões todo o cinturão citrícola, contribuindo para uma citricultura mais competitiva e lucrativa. (AU)