Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da quitosana na reumidificação da dentina após remoção seletiva da lesão de cárie utilizando laser de Er:YAG. Análise longitudinal clínica, fotográfica, adaptação marginal da réplica da restauração e microbiológica

Resumo

O Laser de Er:YAG é uma alternativa viável ao método convencional de remoção de tecido cariado, no entanto, diante de sua possível interferência no processo de adesão dos materiais resinosos, torna-se relevante avaliar a incorporação de um biopolímero (quitosana) na dentina afetada por cárie a fim de possibilitar uma melhora na sua integridade estrutural e a longevidade das restaurações realizadas em cavidades preparadas com laser. Este estudo tem o objetivo de avaliar o efeito do laser de Er:YAG na remoção seletiva de cárie em dentes decíduos e a influência da biomodificação da dentina com um composto biomodificador (quitosana) através de análise longitudinal das restaurações realizadas, avaliação da adaptação marginal da réplica da restauração e análise microbiológica. A amostra será composta por crianças entre 7 e 9 anos que apresentaram uma lesão de cárie ativa, com cavitação atingindo dentina, localizada na superfície oclusal (Classe I) em molar decíduo. Será realizada a remoção seletiva das lesões de cárie com laser de Er:YAG (250mJ/4 Hz) ou contra-ângulo (método convencional). O molar decíduo de cada criança será distribuído aleatoriamente em um dos quatro grupos (n=20) de acordo a remoção seletiva das lesões de cárie: laser de Er:YAG (250mJ/4 Hz) ou contra-ângulo (método convencional) e o tratamento da superfície da dentina: sem biomodificação e com biomodificação (gel de quitosana a 2,5%). A biomodificação com gel de quitosana a 2,5% será realizada com microbrush por 15 segundos, e a seguir a superfície será seca com papel absorvente. Em seguida, os dentes serão restaurados com adesivo (Single Bond Universal - 3M) e resina composta (Z250 - 3M). Para a análise clínica das restaurações, três profissionais calibrados e experientes utilizarão os critérios United States Public Health Service (USPHS) modificados nos períodos 7 dias (após o polimento), 6 meses e 12 meses da realização das restaurações. A adaptação marginal da réplica da restauração será analisada por microscopia eletrônica de varredura, seguida do cálculo da porcentagem da integridade marginal nos mesmos períodos propostos para análise clínica. Para a análise microbiológica (n=10) serão realizadas coletas das raspas de dentina em três períodos: antes da remoção de cárie, após a remoção de cárie e após o tratamento da dentina com quitosana. As unidades formadoras de colônias serão contadas, e os resultados serão expressos em porcentagem de redução de microorganismos. Os dados obtidos serão analisados para escolha do método estatístico adequado. (AU)