Busca avançada
Ano de início
Entree

Retextualização na Exposição Oral Acadêmica: foco no Ensino Superior de Química

Resumo

A comunicação científica, tanto na modalidade escrita quanto na modalidade oral, se caracteriza como um dos aspectos de fundamental importância para o sucesso dos estudantes no ensino superior de química. Nessa perspectiva, no presente projeto tomamos como objeto de estudo o processo de retextualização para o gênero exposição oral acadêmica (EO). Temos como objetivo investigar como graduandos em química se apropriam do texto de artigos originais de pesquisa na produção e retextualização para EO, por meio da implementação de sequências didáticas (SD) distintas. Investigaremos ainda a influência das SD, desenvolvidas a partir do trabalho Schneuwly and Dolz (2004), no ensino e aprendizagem do gênero EO. Os pressupostos teóricos que irão nortear a pesquisa são baseados nos trabalhos sobre retextualização de Marcuschi (2010) e Dell'Isola (2007), assim como no trabalho sobre horizontes de compreensão textual (horizontes de leitura), proposto por Marcuschi (2008). O corpus da pesquisa será composto por EO produzidas por graduandos em química matriculados em uma disciplina de comunicação científica, ministrada em Curso de Bacharelado em Química da Universidade de São Paulo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PATRÍCIA FERNANDA DE OLIVEIRA CABRAL; KEILA ANGÉLICA PERON; SALETE LINHARES QUEIROZ. EXPOSIÇÃO ORAL NO ENSINO SUPERIOR DE QUÍMICA. Química Nova, v. 42, n. 2, p. 221-231, Fev. 2019.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.