Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação pós-operatória de eixo vaginal em mulheres submetidas a cirurgia corretiva de prolapso genital - um ensaio clínico aleatorizado

Processo: 16/24065-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2017 - 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Cássia Raquel Teatin Juliato
Beneficiário:Cássia Raquel Teatin Juliato
Instituição-sede: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados: Luiz Carlos dos Santos Junior
Assunto(s):Ginecologia 

Resumo

Os prolapsos de órgão pélvicos femininos (POP) são um grande problema de saúde pública mundialmente, com incidência alta e crescente. O tratamento é geralmente cirúrgico e as cirurgias mais realizadas para o POP do ápice vaginal são a colpopexia abdominal sacral, considerada padrão-ouro, e a colpopexia vaginal sacroespinhal. A cirurgia vaginal possui resultados inferiores, apesar de menor morbidade e menor custo, por razões ainda incertas. Uma das principais teorias para essa inferioridade é que a cirurgia vaginal desviaria o eixo vaginal fisiológico. Objetivos: Comparar o eixo vaginal pós-operatório após as técnicas de colpopexia sacro-espinhal vaginal com tela anterior, e colpopexia sacral abdominal com tela, e sua repercussão sobre os resultados anatômicos e de qualidade de vida. Sujeitos e métodos: serão avaliadas após 1 ano de cirurgia, 60 pacientes participantes de um projeto piloto comparando as duas vias de colpopexia com tela para prolapso vaginal de estadios 3 e 4 (abdominal versus vaginal), operadas entre 2014-2016, através de Ressonância Magnética (RNM) de pelve para avaliação de eixo vaginal pós-operatório. Os dados antropométricos e antecedentes relevantes, escores de qualidade de vida, impressão subjetiva pós-operatória e avaliação anatômica pelo POP-Q serão obtidos do prontuário. A interpretação da RNM será feita utilizando o sistema PICS como referência para determinação do eixo vaginal pós-operatório. A comparação estatística entre variáveis numéricas será feita através do índice de correlação ou regressão linear, enquanto as comparações entre as médias das variáveis numéricas serão feitas utilizando-se os testes T de Student e Anova seguido de Tukey. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS JUNIORS, LUIZ CARLOS; OLIVEIRA BRITO, LUIZ GUSTAVO; DE CASTRO, EDILSON BENEDITO; DERTKIGIL, SERGIO; TEATIN JULIATO, CASSIA RAQUEL. Mid- to Long-Term Magnetic Resonance Imaging Results of Two Prolapse Surgeries for Apical Defect: A Secondary Analysis of a Randomized Controlled Trial. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, v. 43, n. 1, p. 46-53, JAN 2021. Citações Web of Science: 0.
DE ARAUJO, CAMILA CARVALHO; COELHO, SUELENE A.; STAHLSCHMIDT, PAULO; JULIATO, CASSIA R. T. Does vaginal delivery cause more damage to the pelvic floor than cesarean section as determined by 3D ultrasound evaluation? A systematic review. INTERNATIONAL UROGYNECOLOGY JOURNAL, v. 29, n. 5, p. 639-645, MAY 2018. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.