Busca avançada
Ano de início
Entree

Eficiência de uso N, acúmulo e exportação de macro e micronutrientes em cana energia submetida a doses de N-fertilizante

Resumo

O uso de biomassa para a produção de bioenergia vem crescendo nos últimos anos, principalmente com os avanços alcançados na produção de etanol 2G. Embora essa tecnologia não esteja plenamente viável, alguns programas de melhoramento estão desenvolvendo novos materiais de cana, focando na produção de fibra, denominados de cana energia. Esses materiais têm-se mostrado muito promissores, evidenciando elevadas produtividades de biomassa por área. No entanto, não há informações disponíveis sobre a nutrição e a adubação desses novos materiais, sendo atualmente utilizado o manejo da cana-de-açúcar convencional, o que é temerário, tendo em vista as elevadas produções de biomassa que tem se obtido, podendo ser insustentável a longo prazo. Assim, este projeto tem como objetivo avaliar a eficiência de uso de N, a extração e exportação de macro e micronutrientes em cana energia submetida a doses de N-fertilizante em diferentes condições edafoclimáticas. Serão desenvolvidos dois experimentos em condições contrastantes de clima e solo. Os experimentos serão instalados em áreas que estão sob o cultivo de cana energia implantados no ano de 2015, e terão duração de dois ciclos, primeira e segunda soqueira respectivamente. Será testado o mesmo genótipo de cana energia em cada local, sendo: cana energia tipo II que possui teores de sacarose (POL) entre 08 e 12% e teores de fibra entre 20 e 25%. Os experimentos serão implantados em blocos casualizados com 4 repetições, sendo testado 4 doses de N-fertilizante: 60, 120, 180 e 300 kg ha-1 de N na forma de nitrato de amônio, além de um tratamento controle sem N. Durante o ciclo da cultura, serão avaliadas as variáveis biométricas (acúmulo de biomassa e nutrientes da parte aérea e perfilhamento) e variáveis fisiológicas (índice SPAD e fotossíntese). Na colheita industrial, amostras dos compartimentos da planta serão coletados para a realização da caracterização físico/química (lignina, celulose, hemicelulose, extrativos, cinzas e teores de N) e tecnológica (Pol, pureza e fibra). Ainda, serão instalados microparcelas com aplicação de 15N-fertilizante na (dose de 180 kg ha-1 de N) para se avaliar o aproveitamento do N no cultivo de cana energia. Como principais contribuições esse projeto visa conhecer a marcha de absorção, extração e exportação de N da cana energia além de estabelecer uma recomendação mínima de adubação, que seja economicamente viável e ambientalmente correta, para materiais que possuem elevada produtividade de biomassa, com o intuito de se evitar aplicações empíricas de fertilizantes nitrogenados na produção de cana energia, as quais podem ser ambientalmente inadequadas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BOSCHIERO, BEATRIZ NASTARO; QUASSI DE CASTRO, SERGIO GUSTAVO; QUINTELA DA ROCHA, ADOLPHO EMANUEL; JUNQUEIRA FRANCO, HENRIQUE COUTINHO; NUNES CARVALHO, JOAO LUIS; SORIANO, HUGO LYRA; DOS SANTOS, JORGE ALVES; BRESSIANI, JOSE ANTONIO; KOLLN, ORIEL TIAGO. Biomass Production and Nutrient Removal of Energy Cane Genotypes in Northeastern Brazil. CROP SCIENCE, v. 59, n. 1, p. 379-391, JAN-FEB 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.