Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de biomarcadores do estresse oxidativo e glicativo, status inflamatório e metabolismo energético de camundongos em modelo de obesidade e resistência à insulina tratados com pentoxifilina

Processo: 16/23644-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2017 - 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Amanda Martins Baviera
Beneficiário:Amanda Martins Baviera
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Ana Angélica Henrique Fernandes ; Iguatemy Lourenço Brunetti
Assunto(s):Bioquímica clínica  Diabetes mellitus  Estresse oxidativo  Pentoxifilina 

Resumo

Rápida urbanização, transição nutricional e sedentarismo têm explicado as proporções epidêmicas do diabetes mellitus (DM) tipo 2, caracterizado pela combinação entre resistência à insulina e disfunção pancreática. No DM não controlado, é comum o desenvolvimento de complicações microvasculares e macrovasculares. Danos causados pelo estresse glicativo e oxidativo (devido à hiperglicemia) e a dislipidemia contribuem para o surgimento destas complicações, em especial a nefropatia diabética e as doenças cardiovasculares. Novas estratégias terapêuticas devem ser prospectadas, para o encontro de intervenções efetivas na prevenção e tratamento das complicações micro e macrovasculares do DM, com maior impacto na redução da morbidade e mortalidade da doença. Inibidores de fosfodiesterases (PDE) são promissores na prevenção/tratamento das complicações do DM tipo 2; dentre estes, destaca-se a pentoxifilina (PTX), um inibidor não-seletivo de PDE. Em estudos com diversos modelos de DM e uso de abordagens experimentais distintas, tem sido demonstrado que a PTX apresenta potencial antioxidante, anti-glicativo e anti-inflamatório. Além disso, inibidores de PDE também são capazes de estimular a atividade termogênica de adipócitos marrons, uma estratégia que pode reduzir a obesidade induzida por dieta hiperlipídica. Com a identificação de ésteres de ácidos graxos ramificados de ácidos graxos hidroxilados (FAHFA), lipídeos relacionados ao aumento na sensibilidade à insulina, uma nova perspectiva também se abre para a investigação dos mecanismos relacionados aos benefícios da PTX. O presente projeto pretende avaliar os efeitos do tratamento de camundongos em modelo de obesidade e resistência à insulina com PTX em biomarcadores do estresse oxidativo e glicativo, status inflamatório e metabolismo energético, bem como determinação de níveis de FAHFA em soro e tecidos adiposos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COSTA, MARIANA CAMPOS; OLIVEIRA LIMA, TAYRA FERREIRA; ARCARO, CARLOS ALBERTO; INACIO, MAIARA DESTRO; BATISTA-DUHARTE, ALEXANDER; CARLOS, IRACILDA ZEPPONE; SPOLIDORIO, LUIS CARLOS; ASSIS, RENATA PIRES; BRUNETTI, IGUATEMY LOURENCO; BAVIERA, AMANDA MARTINS. Trigonelline and curcumin alone, but not in combination, counteract oxidative stress and inflammation and increase glycation product detoxification in the liver and kidney of mice with high-fat diet-induced obesity. JOURNAL OF NUTRITIONAL BIOCHEMISTRY, v. 76, FEB 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.