Busca avançada
Ano de início
Entree

Role of type 3 deiodinase (D3) in depression induced by social isolation

Processo: 16/50447-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2017 - 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Miriam Oliveira Ribeiro
Beneficiário:Miriam Oliveira Ribeiro
Pesq. responsável no exterior: Antonio Carlos Bianco
Instituição no exterior: Rush University, Estados Unidos
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/13235-1 - Sinalização do hormônio tireoidiano no hipocampo de ratos obesos., AP.R
Assunto(s):Transtorno depressivo  Transtorno depressivo resistente a tratamento  Hormônios tireóideos  Tri-iodotironina  Iodeto peroxidase 

Resumo

O Transtorno Depressivo (TD) é um distúrbio neuropsicológico que resulta da interação de fatores genéticos e ambientais e é muitas vezes associado a distúrbios do eixo hipotálamo/hipófise/tireoide (HPT). Cerca de 40 - 30% dos pacientes com TD são resistentes à terapia antidepressiva atual e alternativas têm sido pesquisadas. Pacientes eutireoideos têm sido tratados com como adjuvante das atuais drogas antidepressivas. A sinalização de T3 no cérebro depende dos níveis de T4 e T3 plasmáticos, dos transportadores de membrana e da expressão de 02 e 03, que garantem o controle local dos efeitos do hormônio tireoidiano. A 03 é amplamente expressa no cérebro e pode estar envolvida nos mecanismos subjacentes à influência do hormônio da tireoide no TD, uma vez que inativa T4 a rT3. Ratos adultos expostos ao álcool durante o período de pré-natal mostraram aumento comportamento depressivo e aumento nos níveis de proteína 03 no córtex frontal e uma diminuição no hipocampo. A nossa hipótese é de que um aumento na expressão de 03 pode estar implicado nos mecanismos do TD e é baseada em descobertas anteriores do nosso grupo de que camundongos Astro 02-KO apresentam ansiedade e depressão, provavelmente por uma diminuição na sinalização de T3 no cérebro. Para provar nossa hipótese, vamos nocautear a 03 no cérebro de camundongos deprimidos utilizando Cre recombinase específico para neurônios induzido pelo Tamoxifeno. Especificamente, Dioêfíox+z+ Arc-Cre/ERT2+/+ serão isolados no dia do desmame por 3 meses e então receberão uma injeção de Tamoxifeno para inativar a D3 [...] (AU)