Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção e caracterização de mutações germinativas em genes de suscetibilidade a câncer em pacientes diagnosticadas com câncer de endométrio com deficiência no sistema de reparo de pareamento incorreto de DNA

Processo: 17/04283-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2017 - 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Victor Evangelista de Faria Ferraz
Beneficiário:Victor Evangelista de Faria Ferraz
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Alfredo Ribeiro da Silva ; Fernando Chahud ; Wilson Araújo da Silva Junior ; Wilson Marques Junior
Assunto(s):Oncogenética  Neoplasias do endométrio  Predisposição genética para doença  Neoplasias colorretais hereditárias sem polipose  Instabilidade de microssatélites  Reparo de erro de pareamento de DNA  Sequenciamento de nova geração 

Resumo

O câncer de endométrio (CE) é o tipo de neoplasia mais comum do aparelho reprodutor feminino. Cerca de noventa por cento dos casos deste tipo de câncer são esporádicos e os dez por cento restante estão associados a fatores genéticos. Algumas síndromes de predisposição hereditária a câncer possuem o CE em seu espectro de neoplasias possíveis. Uma delas, a Síndrome de Lynch (SL), é responsável por grande parcela dos casos de CE hereditário e seu diagnóstico molecular consiste na identificação de tumores com deficiência no sistema de reparo de pareamento incorreto de DNA (MMR) e posterior detecção de mutações patogênicas em um dos principais genes envolvidos com este sistema: MLH1, MSH2, MSH6 e PMS2. Cerca de setenta por cento dos casos de CE com deficiência no sistema MMR não possuem mutações patogênicas detectadas nestes genes e são diagnosticados com síndrome de Lynch-Like (SLL), por não terem um diagnóstico molecular estabelecido. Mutações patogênicas em genes relacionados a outras síndromes com sobreposição fenotípica à SL podem explicar alguns casos diagnosticados com SLL. Com o advento das novas tecnologias de sequenciamento, o uso de painéis com múltiplos genes de suscetibilidade a câncer, pode proporcionar um diagnóstico diferencial de parcela dos casos diagnosticados com SLL, resultando em um manejo e aconselhamento genético adequados de indivíduos e seus respectivos familiares em risco para síndromes de predisposição a câncer específicas. Desse modo, objetiva-se com este projeto estabelecer o diagnóstico molecular de síndromes de predisposição a câncer em casos de CE com deficiência no sistema MMR, diagnosticados no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto utilizando um painel de genes de suscetibilidade a câncer. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.