Busca avançada
Ano de início
Entree

A dimensão cultural da organização do conhecimento: uma análise de comunidades epistêmicas no contexto internacional da Ciência da Informação

Processo: 17/00584-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2017 - 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Ciência da Informação - Biblioteconomia
Pesquisador responsável:José Augusto Chaves Guimarães
Beneficiário:José Augusto Chaves Guimarães
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Pesq. associados: Daniel Martinez-Avila ; Natália Bolfarini Tognoli
Bolsa(s) vinculada(s):17/25079-0 - A dimensão cultural da organização do conhecimento: uma análise de comunidades epistêmicas no contexto internacional da Ciência da Informação, BP.TT
17/13940-2 - A dimensão cultural da organização do conhecimento: uma análise de comunidades epistêmicas no contexto internacional da Ciência da Informação, BP.TT
17/13941-9 - A dimensão cultural da organização do conhecimento: uma análise de comunidades epistêmicas no contexto internacional da Ciência da Informação, BP.TT
Assunto(s):Organização do conhecimento  Análise de domínio  Comunidades epistêmicas 

Resumo

A dimensão cultural é inerente à organização do conhecimento e vem ganhando de pesquisa nesse campo de conhecimento, mais especialmente no universo da ISKO, mais significativo espaço catalizador da pesquisa na área. Essa abordagem centra-se na impossibilidade de "neutralidade" na representação do conhecimento uma vez que essa pode levar a discriminações, a exclusões e a dominações culturais. No entanto, ainda não se tem, de forma sistematizada e analítica, um panorama que permita caracterizar essa comunidade de pesquisadores sobre o tema, em especial quanto a concepções específicas, inter-relações, dialogicidades e desdobramentos que revelem influências teóricas. Desse modo, objetiva-se analisar a composição e o comportamento científico da comunidade epistêmica ligada à dimensão cultural da organização do conhecimento (Meyer, Molineux-Hodgson, 2010), mais especialmente no contexto da ISKO, assim como o seu poder de influência teórica no campo, de modo a verificar o grau de presença das questões culturais na literatura científica internacional de organização do conhecimento, a evolução e as tendências conceituais dessa temática, na área; e o "power to influence" dessa comunidade em outros pesquisadores (Wolfram, 2016), sistematizando as redes se estabelecem entre tais referentes, seu grau de dialogicidade e se essas redes poderiam evidenciar correntes teóricas na área. Tendo como campo de pesquisa a literatura científica da International Society for Knowledge Organzation, parte-se de um conjunto de dez autores mais representativos internacionalmente, conforme identificado por Guimarães (2016), com busca de sua produção completa sobre o tema (base KO Literature da ISKO, Web of Science e Scielo), verificação de seu grau de interlocução e de influência relativamente a novas gerações de pesquisadores a partir das citações por eles recebidas. Com isso será possível traçar um panorama da pesquisa internacional nessa área temática, relativamente ao seu núcleo de autores e instituições, suas interlocuções, influências teóricas geradas e veículos de socialização do conhecimento, em uma perspectiva diacrônica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.