Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da obesidade sobre o tecido ósseo e estruturas periodontais, durante a movimentação ortodôntica: análise microtomográfica, imunohistoquímica e histológica

Processo: 17/03756-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2017 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Ortodontia
Pesquisador responsável:Mírian Aiko Nakane Matsumoto
Beneficiário:Mírian Aiko Nakane Matsumoto
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Francisco Wanderley Garcia de Paula e Silva ; Karla Orfelina Carpio Horta ; Maria Bernadete Sasso Stuani
Assunto(s):Técnicas de movimentação dentária  Extrusão ortodôntica  Reabsorção da raiz  Remodelação óssea  Receptor ativador de fator nuclear kappa-B  Osteoclastogênese  Metaloproteinases da matriz  Citocinas 

Resumo

O objetivo do presente estudo será avaliar, em ratos Wistar, o efeito da obesidade sobre o movimento ortodôntico por meio da micro-tomografia computadorizada, análises histológica e imunohistoquímica. Para tal, serão utilizados 40 ratos de aproximadamente 3 semanas de idade aleatoriamente divididos em 4 grupos de 10 animais, sendo: Grupo I- ratos com uma hemi-maxila submetida à movimentação dentária induzida (MDI) por 7 dias; Grupo II- Ratos induzidos à obesidade e com uma hemi-maxila submetida à MDI por 7 dias; Grupo III- ratos com uma hemi-maxila submetida a MDI por 14 dias; Grupo IV- Ratos induzidos à obesidade e com uma hemi-maxila submetida a MDI por 14 dias. As hemi-maxilas remanescentes serão usadas como controle. Logo após eutanásia, as hemi-maxilas dos animais serão submetidas aos processamentos químico e biológico com a finalidade de preparar as amostras para o exame de microtomografia. Seguidamente, serão realizados os processamentos histotécnico e imunomarcação para avaliar os mediadores que modulam o processo de remodelação óssea por meio da análise da expressão proteica de marcadores da osteoclastogênese (RANK, RANKL e OPG), metaloproteinases da matriz (MMP-1, MMP-8 E MMP-13) e citocinas pró e anti-inflamatórias (IL-1beta, IL-6, IL-10 e TNF alfa); assim como a quantidade de osteoclastos, através de coloração da enzima fosfatase ácida tartarato-resistente. Finalmente, se realizar-se-á a descrição das regiões radicular e peri-radicular e a análise morfológica em cortes corados com Hematoxilina-Eosina, sob microscopia convencional. As análises serão realizadas por examinadores experientes e calibrados, sem conhecimento prévio do grupo que estará sendo avaliado. Os dados obtidos serão submetidos à análise estatística apropriada, por meio do programa Graph Pad Prism 5.0, com nível de significância de 5%. (AU)