Busca avançada
Ano de início
Entree

Suplementação com polpa de Juçara melhora a tolerancia à glicose em camundongos

Processo: 16/00178-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de agosto de 2017 - 31 de outubro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Lila Missae Oyama
Beneficiário:Lila Missae Oyama
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Camundongos  Obesidade  Inflamação 

Resumo

O consumo de dieta hiperlipidica e hipercalórica é considerado o principal fator no desenvolvimento da obesidade e o consumo de alimentos com propriedades antioxidantes, como a Juçara (Euterpe edulis Mart), pode ser uma ferramenta para prevenir os efeitos deletérios da grande deposição de tecido adiposo branco. O objetivo deste estudo foi analizar o efeito da administração de polpa de juçara em camundongos tratados com dieta hiperlipidica e hipercalórica sobre a tolerancia glicose e estado inflamatório do tecido adiposo. Camundongos foram distribuidos em: dieta controle,dieta controle e 0,5% de juçara, dieta controle e 2% de juçara; dieta hipercalorica e hiperlipidica, dieta hipercalorica e hiperlipidica e 0,5% de juçara, dieta hipercalorica e hiperlipidica e 2% de juçara. Os tratamentos se iniciaram quando os animais tinham 8 semanas de idades e se extenderam por 10 semanas. Concentração sérica de glicose, triacilglicerol, colesterol total, insulina, adiponectina, lipopolissacárides e ácidos graxos livres foram analisados. Teste de tolerancia glicose foi realizado. Concentração proteica de TNF-±, IL-6, and IL-10 foi medida por ELISA nos tecidos adiposos mesentérico e epididimal. Nos mesmos tecidos foi avaliada a atividade da catalase. Os resultados foram analisados por teste de variancia de uma via acompanhada por teste post-hoc de Tukey. A adição de 0,5% juçara melhorou a resposta glicemica tanto dos animais tratados com dieta normocalórica quanto dieta hipercalórica. A suplementação com juçara nao alterou a composição corporal dos animais tratados com dieta hipercalórica, porem os animais tratados com dieta normocalórica e 2% juçara ganharam massa corporal. A ingestao de 2% juçara e dieta hipercalórica promoveu redução na atividade da catalase e IL-10 no tecido adiposo epididimal. Estes reultados sugerem que na administração 0,5% juçara, os efeitos benéficos dos polifenois se sobrepoem aos efeitos deletérios dos macronutrientes da juçara, enquanto que a administração de 2% juçara promove danos pela composição da fruta e mascara os efeitos beneficos dos polifenois sobre o metabolismo da glicose. Por outro lado, grandes quantidades de juçara melhora o estado inflamatório nos animais tratados com dieta hipercalórica. (AU)