Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de processos de fabricação e a soldagem das câmaras ultra-alto vácuo para elementos óticos do Projeto Sirius (Sirius 2 rodada)

Processo: 16/50044-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2017 - 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Processos de Fabricação
Convênio/Acordo: FINEP - PIPE/PAPPE Subvenção
Colaborou com o Tema: Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS)
Pesquisador responsável:Diego Roberto Dias da Cruz
Beneficiário:Diego Roberto Dias da Cruz
Empresa:Promac Equipamentos Ms Ltda
Município: Sumaré
Assunto(s):Soldagem  Usinagem  Câmara de vácuo  Ultra-alto vácuo  Radiação síncrotron  Nanotecnologia  Projeto Sirius 

Resumo

O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) desenvolve o projeto de construção de construção de uma nova fonte de luz de terceira geração, que é inovadora e referência na comunidade científica internacional. O projeto Sirius visa atender novas pesquisas que rompem a fronteira em diversas áreas do conhecimento, desde nanotecnologia e ciência dos materiais, até pesquisas voltadas às ciências da vida e da saúde. O LNLS projetou componentes, equipamentos e sistemas de engenharia que possuem elevado grau de complexidade, e que não são encontrados no mercado nacional. O projeto Sirius traz diversos desafios tecnológicos, sendo um desses, o projeto e desenvolvimento de câmaras metálicas especiais que trabalham em ambiente de ultra-alto vácuo com pressão na ordem de 10"-11 mbar. O processo construtivo das câmaras de vácuo deve ser conduzido em ambiente favorável para o funcionamento do equipamento. A seleção de materiais, o controle rigoroso dos processos de usinagem e, em especial de soldagem, as etapas de condicionamento, acabamento superficial e limpeza são requisitos essenciais para a formação desse ambiente. O grande desafio, portanto, é garantir a quase inexistência de partículas e impurezas indesejáveis no ambiente de construção das câmaras, nos processos e materiais, especialmente nas regiões de solda. O projeto exige atendimento às exigências dos sistemas de vácuo bem como deve estabelecer processos e procedimentos para sua construção, garantindo às tolerâncias dimensionais e geometria. A busca por soluções para desenvolver os processos que seguem rigorosamente o projeto das câmaras de ultra-alto vácuo deve garantir as condições de contorno necessárias para a realização de pesquisas científicas e a operação da máquina de luz síncrotron. Nesse sentido, a PROMAC apresenta-se como uma empresa genuinamente nacional com experiência e capacitação técnica para realização do presente desenvolvimento. A PROMAC projeta, desenvolve e produz equipamentos industriais e laboratoriais de grande porte e elevada complexidade. O desenvolvimento desse projeto viabiliza a elaboração, o condicionamento e os testes para câmaras de ultra-alto vácuo dos dipolos do booster, câmara para espelho, monocromador e de elementos óticos do Sirius. A construção das câmaras de ultra-vácuo segue as especificações, normas e exigências definidas pelo LNLS, que garantem o ambiente para operar em pressões na ordem de 10"-11 mbar. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.