Busca avançada
Ano de início
Entree

Trans Atlantic Venomics (TRAVIX)

Processo: 16/50472-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2017 - 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Convênio/Acordo: Fonds de la Recherche Scientifique (F.R.S.- FNRS)
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Eliane Candiani Arantes Braga
Beneficiário:Eliane Candiani Arantes Braga
Pesq. responsável no exterior: Loic Quinton
Instituição no exterior: Université de Liège (ULg), Bélgica
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/18432-0 - Bioprospecção de toxinas animais com interesse biotecnológico a partir de ferramentas ômicas, AP.R
Assunto(s):Venenos de origem animal  Proteômica  Transcriptômica  Cooperação técnica  Intercâmbio de pesquisadores  Cooperação internacional 

Resumo

Peçonhas animais são consideradas uma grande biblioteca natural, onde cada molécula é dotada de propriedades farmacológicas de grande valor para uso humano. Devido à sua grande complexidade e diversidade, o interesse por esses coquetéis letais aumentou. No entanto, e apesar dos esforços, dos 40 milhões de compostos diferentes estimados, apenas 3000 foram identificados e caracterizados até o momento. Felizmente, este cenário tem sofrido mudanças, especialmente com os avanços combinados em proteômica e transcriptômica, que agora podem dar acesso a todos os componentes de uma peçonha. Dentro deste contexto, este projeto propõe combinar a reconhecida competência dos pesquisadores do Laboratório de Espectrometria de Massa, Universidade de Liége - ULg, liderados pelo Prof. Dr. Loic Quinton, com a vasta experiência do grupo de pesquisa liderado pela Profa. Dra. Eliane Candiani Arantes Braga (Laboratório de Toxinas Animais, Universidade de São Paulo - USP). Além disso, esta proposta visa promover a integração científica entre os dois grupos, permitindo a inovação tecnológica e o intercâmbio de conhecimento entre os pesquisadores envolvidos. A fim de realizar este projeto, 2 visitas (15 dias cada) são planejadas. Durante estas visitas, seminários, minicursos práticos e teóricos sobre os objetivos deste projeto serão ministrados por pesquisadores de ambos os países. (AU)