Busca avançada
Ano de início
Entree

O impacto da síndrome dos ovários policísticos e da obesidade na expansão do tecido adiposo intramedular e na produção e secreção de adiponectina

Processo: 16/25244-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2017 - 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Marcelo Luis Steiner
Beneficiário:Marcelo Luis Steiner
Instituição-sede: Centro Universitário Saúde ABC. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Pesq. associados:Bianca Alves Vieira Bianco ; Luciano de Melo Pompei
Assunto(s):Ginecologia  Síndrome do ovário policístico  Tecido adiposo  Adiponectina  Resistência à insulina  Medula óssea  Inflamação  Remodelação óssea  Obesidade 

Resumo

Introdução: A síndrome do Ovário Policístico (SOP) é uma doença metabólica que acomete em torno de 10% das mulheres na idade reprodutiva. Associa-se com resistência insulínica e níveis séricos diminuídos de adiponectina. O tecido adiposo presente na medula óssea (MAT) é fonte importante de adiponectina. Propomos observar se a resistência insulínica relacionada à SOP e a obesidade relaciona-se à expansão e atividade inflamatória do MAT e a menor expressão e secreção de adiponectina. Objetivos: Avaliar o comportamento do MAT, o nível sérico de adiponectina, a expressão da adiponectina pelos tecidos adiposos visceral, subcutâneo e intramedular em camundongos com SOP submetidos à dieta normo e hipercalórica. Níveis séricos de formação e reabsorção óssea, a expressão de citocinas inflamatórias na medula óssea e o volume de tecido ósseo de ossos longos também serão avaliados. Metodologia: Para a pesquisa serão utilizados 40 camundongos fêmeas linhagem C57BL/6J. Aos 25 dias de vida, serão dividas em 4 grupos de 10 animais. Destes, 2 grupos serão tratados por 60 dias com dehidroepiandrosterona (DHEA) e divididos em dieta normal ou hipercalórica (60% de caloria proveniente de gordura). Já os outros dois grupos receberão implantes subcutâneos inócuos e também divididos em dieta normal e hipercalórica. Os animais serão eutanasiados aos 90 dias de vida e terão material biológico específico selecionado e analisado. Resultados: A resistência insulínica será analisada pelo teste de tolerância a insulina; a avaliação da expansão tecido adiposo intramedular por avaliação histológica e exame de microtomografia computadorizada (microCT); a quantificação da expressão de Adiponectina por técnica de Western Blot e do gene Adipoq por qRT-PCR. A quantificação do nível sérico de Adiponectina, Osteocalcina, Osteocalcina não carboxilada e do telopeptídeo C-terminal (CTX1) e a quantificação de TNF e RANKL serão feitas por teste de Elisa. A expressão de marcadores de adipócitos nos diferentes tecidos gorduroso por qRT-PCR. A avaliação da densidade mineral óssea volumétrica (vDMO) será feita através de microCT. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, LORENA DORETTO; VERIDIANO, JULIANA MORA; CONCEICAO OLIVEIRA, JUSSARA CELI; HADDAD SAYEG, ANNA CAROLINA; AMARAL ANTONIO MADER, ANA MARIA; PETRI, GIULIANA; BIANCO, BIANCA; FERNANDES, CESAR EDUARDO; SZYMANSKI DE TOLEDO, OLGA MARIA; POMPEI, LUCIANO DE MELO; STEINER, MARCELO LUIS. The Effect of Testosterone Replacement on Intramedullary, Inguinal and Visceral Fat in Ovariectomized Rats. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, v. 42, n. 1, p. 43-50, JAN 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.