Busca avançada
Ano de início
Entree

O ator como forma fílmica

Processo: 17/08134-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2017 - 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Cinema
Pesquisador responsável:Pedro Maciel Guimarães Junior
Beneficiário:Pedro Maciel Guimarães Junior
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):17/19461-9 - Helena Ignez, atriz experimental, PUB.LVR.EXT
Assunto(s):Teoria do cinema  História do cinema  Atores  Representação (artes)  Teatro  Análise de filmes 

Resumo

Visa investigar as implicações formais do trabalho do ator nos meios audiovisuais (cinema e televisão), fazendo uma historiografia das formas de atuação e procedendo a análises estéticas sobre o jogo atoral. Parte-se do princípio que o corpo e a persona do ator entram na composição do processo criativo da obra audiovisual e determinam sua concepção de mise en scène, assim como as escolhas de enquadramento, de iluminação, de montagem e as posturas de escrita de roteiro. Pretende-se inverter a metodologia das análises estéticas em torno de filmes e produtos de televisão, onde o ator é sempre acessório, e focar a discussão em torno de cinco eixos de análise: ator e personagem; ator e realizador; ator e mise en scène; ator e técnica; ator e mídia. Para além das abordagens sociológicas, econômicas e empíricas que envolvem a escolha e a utilização de atores profissionais ou não-profissionais no cinema e na TV, pretende-se transformar o jogo do ator em objeto estético, capaz de ser quantificado e qualificado, numa abordagem transdisciplinar envolvendo a teoria e a história do teatro e das artes visuais. (AU)