Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de metodologia para a produção de vidros bioativos particulados de alta pureza em escala industrial

Processo: 15/17175-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de junho de 2017 - 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Marina Trevelin Souza
Beneficiário:Marina Trevelin Souza
Empresa:Vetra Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos Cerâmicos de Alta Tecnologia Ltda
Município: São Carlos
Pesq. associados:Edgar Dutra Zanotto
Bolsa(s) vinculada(s):17/18923-9 - Desenvolvimento de metodologia para a produção de vidros bioativos particulados de alta pureza em escala industrial, BP.PIPE
Assunto(s):Biovidro  Biomateriais  Engenharia tecidual  Antibacterianos  Regeneração tecidual guiada 

Resumo

O aumento da expectativa de vida, a necessidade de inovação no setor médico e a imprescindibilidade de se substituir materiais bioinertes por materiais bioativos têm sido grandes impulsionadores para a criação de novos biomateriais que ofereçam alto desempenho em poucos passos cirúrgicos. Sabendo disso, a empresa VETRA, uma spin-off originada do CeRTEV (um dos projetos CEPID da FAPESP), quer apresentar diferentes soluções para o mercado, não somente médico, mas também odontológico, veterinário e cosmecêutico, por meio da disponibilização de um novo vidro bioativo de terceira geração, isto é, altamente reativo, reabsorvível, estimulador de proliferação de tecido mole e duro e também com propriedades bactericidas. Este novo biomaterial é altamente inovador e inédito em nível mundial, sendo que o mesmo já possui patente depositada no país e com extensão da proteção em outros países via PCT (pelos sócios-proprietários). O processo de licenciamento pela empresa VETRA frente à Universidade Federal de São Carlos já está em andamento. Porém, as interessantes propriedades deste novo vidro bioativo são somente garantidas atualmente em escala laboratorial de produção, já que quaisquer contaminantes podem afetá-las e até mesmo impedir que o material seja comercializado para fins médicos e odontológicos. Observada essa grande oportunidade mercadológica e as dificuldades vinculadas a ela, a empresa VETRA tem como objetivo desenvolver metodologias para a obtenção deste produto de uma forma economicamente viável e garantindo as propriedades físico-químicas e biológicas do mesmo, possibilitando atender uma considerável demanda potencial. A VETRA pretende também viabilizar, com os mesmos procedimentos, a obtenção do vidro bioativo gold standard 45S5, que ainda não é explorado comercialmente no Brasil. Para isto, há a necessidade do estudo de procedimentos e definição de parâmetros de processamentos para a obtenção destes materiais em escala industrial sem que haja a contaminação dos mesmos durante sua manufatura. Assim sendo, este projeto visa obter grandes quantidades dos vidros bioativos sem que os processos de fabricação interfiram em suas propriedades, desenvolvendo assim, metodologias de produção e de gestão de qualidade para este tipo de produto, tornando-o apto à aplicação na área da saúde. Este é um projeto de extrema relevância mercadológica e social, o que o torna extremamente atrativo ao investimento intelectual e financeiro. A partir deste projeto, nossa empresa conseguirá oferecer produtos de alta qualidade, padronização e rastreabilidade, condições essenciais para a comercialização dos mesmos para os mercados da área da saúde. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.