Busca avançada
Ano de início
Entree

Facilitação indireta entre plantas em uma restinga arbustiva

Processo: 16/20973-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2017 - 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Camila de Toledo Castanho
Beneficiário:Camila de Toledo Castanho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Ambientais, Químicas e Farmacêuticas (ICAQF). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Diadema. Diadema , SP, Brasil
Assunto(s):Interação ecológica  Competição entre plantas  Facilitação entre plantas  Plantas herbáceas  Redes de interação  Restinga  Viveiros 

Resumo

Um número crescente de evidências indicam que a facilitação direta entre plantas é uma interação frequente, especialmente em ambientes sob condições ambientais severas. No entanto, a facilitação também pode ocorrer através de mecanismos indiretos que envolvem outros organismos do mesmo nível trófico, um fenômeno muito menos investigado. O objetivo deste projeto é testar a existência de facilitação indireta entre adultos e plântulas mediada por espécies herbáceas em uma comunidade de restinga arbustiva. Para tanto, usaremos como modelo de estudo um par de espécies lenhosas na qual a facilitação direta por sombra foi previamente identificada. Especificamente, testaremos: i) se Guapira opposita tem efeito direto negativo sobre o desempenho de plantas herbáceas; ii) se plantas herbáceas têm efeito direto negativo sobre as plântulas de Ternstroemia brasiliensis e iii) se adultos de G. opposita facilitam indiretamente plântulas de T. brasiliensis através da redução dos efeitos de competição das plantas herbáceas sobre as plântulas. Para testar essas hipóteses utilizaremos uma abordagem observacional que envolve a identificação de padrões de associação espacial, e experimentos em campo que envolvem a manipulação da presença de G. opposita e das espécies herbáceas e o transplante e monitoramento do desempenho de plântulas de T. brasiliensis. Além disso, com a intenção de entender os mecanismos responsáveis pelas interações entre estas espécies, nós também testaremos como a presença destas plantas altera a fertilidade, umidade e temperatura do solo, a intensidade luminosa, assim como a temperatura e a umidade do ar. De maneira geral, os resultados deste projeto serão importantes para entendermos a importância da facilitação em restinga em um cenário de múltiplas interações, condição pouco investigada até o momento. (AU)