Busca avançada
Ano de início
Entree

Força de interações ecológicas e a mediação ambiental em sistemas costeiros

Resumo

A força das interações ecológicas entre espécies é fundamental para a determinação da dinâmica de comunidades e do funcionamento dos ecossistemas. Em ambientes marinhos, a mediação ambiental da força das interações ecológicas pode ser influenciada por estresse térmico, ação de ondas, ressurgência, correntes oceânicas e outros fatores que podem atuar através de efeitos no nível populacional ou determinando a força das interações per capita. Entretanto, estes fatores emergem em diferentes escalas espaciais e têm sido um desafio para os ecólogos escalonar resultados de experimentos locais para o entendimento regional e de variação geográfica no contexto ambiental. Em um mundo com frequentes mudanças ambientais, o entendimento de como fatores ambientais em diversas escalas espaciais interagem e de como modificam tanto os parâmetros populacionais quanto a força das interações per capita torna-se necessário para que possamos desenvolver a capacidade preditiva e gerir ambientes naturais. Neste projeto propomos usar os costões rochosos na costa brasileira, dos Estados de São Paulo até Espírito Santo para testar se o efeito do gradiente latitudinal de temperatura na interação das espécies é modificado regionalmente pela ressurgência e outros fatores ambientais de meso-escala. Utilizaremos um sistema de presa-predador do entremarés, formado por cracas/mexilhões e gastrópodes para avaliar como parâmetros populacionais, como a abundância e tamanho dos indivíduos alteram em relação aos gradientes de temperatura, produtividade primária, recrutamento e exposição as ondas através de um estudo observacional com amostragem em larga escala. A interação entre presas e predadores será também avaliada pela transferência de matéria orgânica na cadeia trófica através de análises isotópicas. Além disso, experimentos em campo serão utilizados para avaliar a variação da força das interações per capita em escalas espaciais local e regional. Em escala local, será avaliada a importância relativa de fatores ambientais (por ex. exposição as ondas) e biológicos (por ex. densidade de presa) na força da interação entre os gastrópodes e mexilhões, enquanto em escala regional testaremos como a ressurgência modifica o gradiente latitudinal de temperatura. Com base nestes resultados, esperamos determinar como mudanças ambientais podem alterar as interações presa-predador na zona costeira. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARTINEZ, ALINE S.; UNDERWOOD, TONY; CHRISTOFOLETTI, RONALDO A.; PARDAL, ANDRE; FORTUNA, MONIQUE A.; MARCELO-SILVA, JOAO; MORAIS, GISELE C.; LANA, PAULO C.. Reviewing the effects of contamination on the biota of Brazilian coastal ecosystems: Scientific challenges for a developing country in a changing world. Science of The Total Environment, v. 803, . (15/26859-3, 16/11947-7, 16/24551-4)
MARTINEZ, ALINE S.; MAYER-PINTO, MARIANA; CHRISTOFOLETTI, RONALDO A.. Functional responses of filter feeders increase with elevated metal contamination: Are these good or bad signs of environmental health?. Marine Pollution Bulletin, v. 149, . (16/24551-4, 16/11947-7)
PARDAL, ANDRE; MARTINEZ, ALINE S.; CHRISTOFOLETTI, RONALDO A.; KARYTHIS, SIMON; JENKINS, STUART R.. Impacts of copper contamination on a rocky intertidal predator-prey interaction. Marine Pollution Bulletin, v. 162, . (17/09641-0, 16/11947-7, 16/24551-4)
PARDAL, ANDRE; CORDEIRO, CESAR A. M. M.; CIOTTI, AUREA M.; JENKINS, STUART R.; GIMENEZ, LUIS; BURROWS, MICHAEL T.; CHRISTOFOLETTI, RONALDO A.. Influence of environmental variables over multiple spatial scales on the population structure of a key marine invertebrate. MARINE ENVIRONMENTAL RESEARCH, v. 170, . (16/24551-4, 15/26859-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.