Busca avançada
Ano de início
Entree

Atualização do parque tecnológico de videocirurgia com a reserva técnica institucional

Processo: 17/15854-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Reserva Técnica para Infra-estrutura Institucional de Pesquisa
Vigência: 01 de setembro de 2017 - 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Luís Otávio Zanatta Sarian
Beneficiário:Luís Otávio Zanatta Sarian
Instituição-sede: Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher (CAISM). Hospital da Mulher Professor Doutor José Aristodemo Pinotti. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Ginecologia  Oncologia 

Resumo

O Hospital da Mulher "Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti - Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher" (Caism) é um centro de ensino, pesquisa e assistência altamente especializado nas áreas de Ginecologia, Obstetrícia, Neonatologia e Oncologia Mamária e Ginecológica, ligado à Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp. O Programa de Pós-Graduação em Tocoginecologia da Unicamp tem nota máxima na Capes na área de Medicina III, o que certifica o nível internacional das pesquisas promovidas na instituição. Anualmente, mais de 160 alunos de pós-graduação atuam no Hospital, em sua maioria doutorandos (55%). Um dos principais indicadores de produção do Programa é o número elevado de publicações em periódicos internacionais. Em 2015, foram 107 publicações internacionais e 13 nacionais. Além disso, foram produzidos um livro, 69 resumos para congressos e 8 capítulos de livros. A forte integração entre ensino, pesquisa e assistência é um dos principais motores da produção científica no Caism: todos os serviços do Hospital inseridos em linhas e projetos de pesquisa, muitos deles envolvendo casos com rara incidência populacional e que, portanto, dependem de novas investigações para serem elucidados. Entre os temas com maior produção científica, estão: endometriose, climatério, patologias oncológicas na mulher e gestação de alto risco. Atrelada às atividades de ensino e pesquisa, a oferta de tratamento para essas patologias frequentemente demanda a realização de cirurgias. Em média, o Caism realiza mais de 4 mil cirurgias ginecológicas, oncológicas e obstétricas por ano. As técnicas cirúrgicas laparoscópicas têm sido utilizadas em muitos desses casos, com a vantagem de proporcionarem uma abordagem diagnóstica mais precisa e uma terapêutica menos invasiva. Para fomentar a produção de pesquisas na área, o Caism pretende atualizar os instrumentais de videolaparoscopia. Para viabilizar essa aquisição, espera-se poder utilizar os recursos de reserva técnica institucional previstos para o presente projeto, no montante de R$ 180.000,00, para aquisição de 41 novos instrumentais. Com esse novo investimento, o Caism se fortalecerá como centro de excelência internacional no desenvolvimento de pesquisas na área da Medicina III. (AU)