Busca avançada
Ano de início
Entree

Preparação de novos complexos de mg (II) com flavonóides e outros fenólicos: potenciais defensivos agrícolas

Processo: 16/21722-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Danielle Fernandes da Silva
Beneficiário:Danielle Fernandes da Silva
Empresa:Danielle Fernandes da Silva
Município: Franca
Pesq. associados:Alessandra Alves de Souza ; Ana Maria Soares Pereira ; Carlos Henrique Gomes Martins ; Edieidia Souza Pina ; João Batista Fernandes ; Marcos Antonio Machado ; Moacir Rossi Forim ; Rose Maria Carlos ; Vânia Gomes Zuin
Bolsa(s) vinculada(s):17/22439-5 - Ensaios antimicrobianos in vitro de flavonóides e outros fenólicos complexados com Mg (II) com bactérias e fungos causadores de doenças do citros, BP.TT
17/22431-4 - Preparação de novos complexos de Mg (II) com flavonóides e outros fenólicos: potenciais defensivos agrícolas, BP.PIPE
Assunto(s):Biomassa  Xanthomonas citri  Bactérias  Produtos naturais  Xylella fastidiosa  Flavonoides  Compostos fenólicos 

Resumo

Em um artigo recente sobre pesticidas no mundo agrícola e estudo de produção com previsões para 2016 a 2021, os autores mostram que a indústria mundial de pesticidas agrícolas vem sofrendo transformações há vários anos, com crescimento robusto devido a novos regulamentos ambientais e novas tendências de culturas mistas. Eles também mostram que o aumento do cultivo de culturas para os biocombustíveis e o uso de sementes geneticamente modificadas aumentaram as vendas de pesticidas no Brasil para mais que o dobro entre 2013 e 2015, ultrapassando os EUA para se tornar o maior mercado do mundo. Os autores ainda comentam que o crescimento da demanda de pesticidas formulados vai voltar a níveis mais sustentáveis similares aos fortes ganhos entre 2013-2015, com previsão de vendas para chegar a US$ 59 bilhões em 2016. Eles reforçam que oportunidades significativas existirão no Brasil. As importações brasileiras de pesticidas bateram recorde entre 2013 e 2015. Os pesticidas são o segundo item mais importante na conta do setor agrícola de importação, atrás apenas dos fertilizantes. Esta informação mostra a grande necessidade de um programa para diminuir a importação de agrotóxicos. Este projeto pretende responder a essas necessidades, identificadas e classificadas como estratégicas em documentos de políticas públicas do Governo Federal e Estadual. Os resultados obtidos pela coordenadora e a equipe, indicam que o grupo tem potencial para alcançar grandes avanços dentro do tema proposto e aplica-los em uma futura empresa do setor agronômico. Esta proposta é um tema atual, de caráter estratégico e de grande importância científica e tecnológica, e visa aplicações específicas e altamente inovadoras com potencial para gerar novos pesticidas, bactericidas e fungicidas para o controle de pragas e doenças de culturas importantes para o Brasil. Ou seja, o objetivo geral dessa proposta será desenvolver novos complexos de Mg(II) com flavonoides e outros fenólicos, melhorar a metodologia de síntese desenvolvida anteriormente pelo grupo, diminuindo a quantidade de solvente tornando-a mais econômica e potencialmente mais ativas à bactéria Xylella fastidiosa e a outros fitopatógenos e insetos. Assim, os objetivos específicos serão: Melhorar a metodologia de síntese, diminuindo a quantidade de solvente, ou o eliminando tornando-a mais econômica para uma futura síntese em escala piloto; Preparar os complexos com flavonoides obtidos de resíduos de citros, tornando a pesquisa econômica; Preparar o complexo utilizando o fenol ácido isovanílico; Estudar o modo de ação dos complexos, inicialmente em plântulas; Desenvolver metodologia de quantificação desses complexos em plântulas, visando analisar se o rendimento de absorção da plântula será viável, ou seja, se a perda para o meio é pequena; Estudar o modo de ação dos complexos, inicialmente em plântulas após a inoculação da bactéria e verificar a sua interação com o biofilme, usando a propriedade fluorescente do complexo; Ensaiar os complexos in vitro e in vivo com outras bactérias e fungos patogênicos de citros, iniciando com Xanthomonas citri ssp. citri, causadora da doença do cancro cítrico, e levando a grandes prejuízos para a citricultura. (AU)