Busca avançada
Ano de início
Entree

A cultura visual evangélica brasileira: seu surgimento

Processo: 15/13737-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2017 - 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Teologia - História da Teologia
Pesquisador responsável:Helmut Renders
Beneficiário:Helmut Renders
Instituição-sede: Diretoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Instituto Metodista de Ensino Superior (IMS). São Bernardo do Campo , SP, Brasil
Pesq. associados:Etienne Alfred Higuet
Assunto(s):Cultura visual  Estética teológica  Protestantismo  Evangélicos 

Resumo

A cultura visual é um dos campos privilegiados para análise de estruturas e historicidade de práticas religiosas. O projeto proposto parte da hipótese da existência de uma cultura material e visual protestante brasileira própria e articulada. Desde o fim do século XIX, houve uma consciência em relação à força performativa da cultura visual religiosa o que levou o protestantismo brasileiro a explorar a sua dimensão pedagógica e ritualista por meio da amplia difusão de imagens propriamente religiosas em bíblias, revistas eclesiásticas e xilogravuras com conteúdo religioso para seu uso público e privado em escolas dominicais, cultos, lares da sua membresia e na propagação das suas convicções religiosas. A pesquisa foca na fase do surgimento dessa cultura visual religiosa protestante, suas origens e caraterísticas. Em tudo, alia-se essa proposta de investigação a esforços teóricos internacionais ao redor da discussão da chamada virada icônica, pictórica ou visual (BOEHM, 1994; MITCHELL, 1994; BOEHM e MITCHELL, 2009, p. 103-121; BREDEKAMP, 2011) junto às diversas teorias que favorecem uma investigação em conjunto da criação, do uso, da recepção e da representação das expressões da cultura visual acima menciona-dos (GILLIAN, 2007) em aplicação à Cultura Visual Religiosa (TIMM, 1990; MORGAN, 1998, 2005, 2010, 2012, PLATE, 2002; TIRAPELI, 2001). Entende-se que essa cultura visual protestante brasileira foi uma das fontes da cultura visual evangélica contemporânea que hoje abrange protestantes, pentecostais e neo-pentecostais e que ela representa um campo de análise bem definido, que não somente pode, mas deve ser estudado e explorado. (AU)