Busca avançada
Ano de início
Entree

Sistema de telefonia de emergência para rodovias baseado em redes convergentes e de baixo consumo de energia

Processo: 16/21807-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2017 - 30 de abril de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Telecomunicações
Pesquisador responsável:Gustavo Yamasaki Martins Vieira
Beneficiário:Gustavo Yamasaki Martins Vieira
Empresa:Fexmedia Indústria e Comércio de Equipamentos e Tecnologia Ltda
Município: São Paulo
Pesq. associados: Fernando de Andrade Castilho ; William da Silva Leandro
Assunto(s):Telemetria  Telefonia  Emergências  Rodovias  Motoristas 

Resumo

Hoje cada vez mais itens de uso público vêm sendo concedidos à iniciativa privada seja através de privatizações, concessões ou PPP. A finalidade desse tipo de programa é melhorar a qualidade de serviço. Enquanto a iniciativa privada fica com a responsabilidade de prestar o serviço com qualidade, o governo fica com a tarefa de monitorar se a qualidade está dentro de padrões exigidos por contrato. Ao passar o controle de uma rodovia para a iniciativa privada uma série de requisitos é exigida para que a concessão ocorra. Uma dessas exigências está relacionada à segurança do usuário. E um dos itens de segurança são telefones de emergência disponibilizados a cada 1 km ao longo da rodovia. Esses telefones são conhecidos tecnicamente pelo nome de "Callbox" ou "call box". O callbox é importante por permitir uma conexão direta do usuário com a concessionária sem depender de intermediários, como operadoras de celular. No entanto, um callbox normalmente não é desejado por concessionárias por se tratar de um equipamento que não traz benefício direto e por se tratar de centenas de equipamentos tem maior probabilidade de dar manutenção e a mesma é complicada por não ficarem próximos às bases operacionais das concessionárias. Além disso, eles se localizam em locais ermos e por isso sujeitos a vandalismo. A Flexmedia possui hoje um sistema de telefonia de emergência que já se encontra em funcionamento, porém deseja-se dar um salto de tecnologia na forma como é feita a comunicação com o CCO.O sistema da Flexmedia é baseado em fibra óptica, porém a mesma fica dedicada exclusivamente ao sistema de callbox por utilizar uma tecnologia proprietária de comunicação de dados. Assim deseja-se modificar o sistema de comunicação do callbox para permitir que a fibra trafegue dados utilizando tecnologia IP.A partir do instante que se consegue passar dados utilizando o protocolo IP abre-se um leque de opções para a rede em fibra. Aproveitar-se a fibra para conectar câmeras de segurança, PMVs, contadores de fluxo de veículos, balanças, pontos de apoio, postos policiais, entre outros. Simplesmente disponibilizar rede IP parece uma tarefa fácil, porém ela esbarra em um fator crítico para um sistema que fica em locais ermos: consumo de energia. Assim um dos focos dessa pesquisa é verificar a viabilidade de se utilizar rede IP em um sistema cuja disponibilidade energética é extremamente restrita. O segundo foco desse projeto é melhorar a própria manutenção dos equipamentos. Deseja-se buscar novas formas de se testar automaticamente se microfones e alto-falantes estão funcionando corretamente bem como explorar dados de histórico de telemetria para dar a capacidade de agir antecipadamente antes de baterias ou painéis solares chegarem ao fim de sua vida útil. Com essas melhorias, deseja-se melhorar a capacidade de manutenção preventiva do sistema reduzindo-se custo de operação, pois (i) técnicos visitariam pontos que realmente precisam de verificação e (ii) concessionárias não tomariam multas por não ter o número mínimo de callbox operacionais; além de melhorar a segurança por aumentar a disponibilidade de equipamentos em pista. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)