Busca avançada
Ano de início
Entree

Os homens-cangurus dos canaviais alagoanos: um estudo sobre trabalho e saúde

Processo: 17/14992-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Sociologia - Sociologia Rural
Pesquisador responsável:Maria Aparecida de Moraes Silva
Beneficiário:Maria Aparecida de Moraes Silva
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Trabalho rural  Reestruturação produtiva  Saúde do trabalhador  Alagoas 

Resumo

O presente livro visa ao estudo das condições de trabalho na agroindústria canavieira alagoana e seus reflexos sobre a saúde dos trabalhadores. A problemática estudada foi a análise das condições de trabalho e saúde vis-à-vis o momento atual da agroindústria canavieira alagoana, caracterizado pela reestruturação produtiva e pela intensificação do trabalho no corte manual da cana-de-açúcar. O aumento do esforço exigido nessa atividade laboral produz, além do sofrimento físico, o sofrimento moral e psíquico. A presente tese se justifica na medida em que ela objetiva preencher, ao menos, duas lacunas no tocante à abordagem da saúde dos trabalhadores rurais: a ausência de pesquisas que enfoquem a saúde física dos trabalhadores articulada ao sofrimento moral e psíquico; e a inexistência de estudos sobre os canaviais de Alagoas que dialoguem substancialmente com as pesquisas empreendidas nos canaviais de São Paulo. O objetivo principal desta pesquisa foi o de contribuir para as reflexões acerca do nexo causal entre o adoecimento e o trabalho do corte da cana. Para atingir tal escopo, foram realizadas pesquisas de campo e entrevistas com cortadores de cana, ex-moradores de engenho, trabalhadores desempregados por causa do adoecimento, cabos (fiscais), gerente de usina, médicos, dentre outros informantes-chave; além disso, foram efetivados: teste ergométrico, monitoramento da frequência cardíaca durante o trabalho, aplicação de Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares e avaliação física - procedimentos realizados com a colaboração de médicos e educadores físicos -. As entrevistas foram norteadas pela metodologia da história oral. O município de Teotônio Vilela foi o universo empírico privilegiado por concentrar um grande número de trabalhadores empregados em diversas usinas do sul de Alagoas. Os dados levantados apontam para a existência de relação direta entre o trabalho nos canaviais e o esgotamento prematuro das energias físicas e espirituais dos trabalhadores. (AU)