Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação das infecções fúngicas e caracteização das leveduras em pacientes transplantados hepáticos

Processo: 17/08507-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Dulce Aparecida Barbosa
Beneficiário:Dulce Aparecida Barbosa
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Transplante de fígado  Micoses  Candida  Identificação molecular  Amplificação de genes  Análise de sequência de DNA 

Resumo

Introdução: Infecções são as complicações mais frequentes e graves após o transplante hepático, entre elas estão às causadas por fungos, sendo mais graves quando invasivas. Objetivos: avaliar a incidência de infecções fúngicas, caracterizar as leveduras do gênero Candida presentes na cavidade oral e realizar teste de sensibilidade a antifúngicos sobre as leveduras identificadas. Método: Estudo transversal que será realizado no período de maio de 2017 a maio 2018, no Hospital São Vicente de Paula, Passo Fundo, Rio Grande do Sul. Serão incluídos os pacientes (n=96) maiores de 18 anos, que concordarem em participar do estudo e que são atendidos pela Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT). Serão coletados os dados sociodemográficos e clínicos e durante o exame físico realizado pela equipe médica do setor de transplante. Será feita coleta de material de pacientes que apresentarem lesões sugestivas de infecções fúngicas e de material oral de todos os pacientes uma única vez, através da técnica do swab e esse será semeado em placas contendo meio de cultura Ágar Sabouraud Dextrose acrescido de cloranfenicol. Todos os fungos serão identificados quanto aos aspectos morfológicos e moleculares. Fenotipicamente, os fungos filamentosos serão identificados de acordo com parâmetros clássicos de caracterização internacional dos agentes fúngicos e as leveduras através do meio de cultura cromogênico CHROMagar® (DIFCO), e por intermédio do método ID 32 - C - Système d'identification des levures - bioMérieux AS. A identificação molecular das espécies fúngicas será realizada por amplificação do PCR e sequenciamento de DNA. Após será realizado o teste de sensibilidade à antifúngicos para todos os fungos através da metodologia de microdiluição em caldo, segundo normas do Clinical and Laboratory Standards Institute (NCCLS) M27-A3. (AU)