Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigando a formação do orientador: ações, atividades e disposições envolvidas na orientação de pesquisas científicas

Processo: 16/09700-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Luciana Massi
Beneficiário:Luciana Massi
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Pesq. associados:Marcelo Giordan Santos
Bolsa(s) vinculada(s):18/26678-7 - Investigando a formação do orientador: ações, atividades e disposições envolvidas na orientação de pesquisas científicas, BP.TT
17/20562-4 - Investigando a formação do orientador: ações, atividades e disposições envolvidas na orientação de pesquisas científicas, BP.TT
Assunto(s):Sociologia disposicionalista  Características culturais  Pesquisadores  Orientadores educacionais  Capacitação de professores 

Resumo

A importância crescente da pesquisa na universidade ressalta o papel dos orientadores no direcionamento e qualidade dessa atividade. No entanto, sua formação e atividade não são objeto de ações formativas, de pesquisa de nenhuma área específica e, geralmente, nem sequer são discutidas na universidade. Com base em pesquisas anteriores e no levantamento da literatura percebemos que mais estudos e maior aprofundamento teórico sobre essa temática poderiam contribuir para que a orientação fosse mais refletida e fundamentada ao invés de manter um quadro atual em que ela se pauta quase exclusivamente na intuição e na imitação de modelos. Assim, apoiados na perspectiva sociocultural e na sociologia disposicionalista, neste projeto pretendemos responder a seguinte questão: quais disposições, atividades e ações estão envolvidas na orientação e como elas se formam e se organizam? As duas teorias partem do pressuposto de que qualquer atividade, ação ou prática social deve ser entendida a partir da inter-relação entre contexto e ação individual, portanto se complementam representando uma perspectiva fértil para o estudo. O projeto parte de dados coletados junto a tutores-orientadores de um curso de especialização para professores de Ciências sobre sua primeira experiência como orientadores para avançar e aprofundar a análise desses dados. Uma nova coleta de dados, de natureza qualitativa através de entrevistas e observações in loco, investigará os tutores que, cinco anos após essa experiência inicial, atuam no ensino superior como orientadores de outras pesquisas. Além disso, o projeto prevê um esforço teórico para articular a perspectiva sociocultural e a sociologia disposicionalista na análise dos dados visando compreender a estrutura e organização das atividades de orientação. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.