Busca avançada
Ano de início
Entree
Conteúdo relacionado

Risco de distúrbios do espectro obsessivo-compulsivo: considerações clínicas, ambientais, familiares e endofenotípicas

Processo: 17/50041-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2017 - 30 de setembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Convênio/Acordo: University of Miami
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Eurípedes Constantino Miguel Filho
Beneficiário:Eurípedes Constantino Miguel Filho
Pesq. responsável no exterior: Kiara Regina Timpano
Instituição no exterior: University of Miami, Estados Unidos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50917-0 - INCT 2014: psiquiatria do desenvolvimento para crianças e adolescentes, AP.TEM
Assunto(s):Transtorno obsessivo-compulsivo  Fatores de risco  Biomarcadores  Endofenótipos 

Resumo

O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) é uma síndrome incapacitante que afeta até 2% da população geral (aproximadamente 100.000 residentes de Miami). Além disso, um estudo recente na cidade de São Paulo revelou que estas cifras podem chegar a 6.7% em áreas urbanas. Apesar da crescente pesquisa, fatores de risco para o TOC permanecem desconhecidos. Esta proposta tem como objetivo facilitar a colaboração entre times de pesquisadores com liderança no estudo do TOC na USP e na Universidade de Miami tendo como foco a identificação de fatores de risco e marcadores biológicos do TOC, os quais podem otimizar o desenvolvimento de estratégias preventivas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
STAMATIS, CAITLIN A.; BATISTUZZO, MARCELO C.; TANAMATIS, TAIS; MIGUEL, EURIPEDES C.; HOEXTER, MARCELO Q.; TIMPANO, KIARA R. Using supervised machine learning on neuropsychological data to distinguish OCD patients with and without sensory phenomena from healthy controls. BRITISH JOURNAL OF CLINICAL PSYCHOLOGY, v. 60, n. 1 DEC 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.