Busca avançada
Ano de início
Entree

Promoting and regulating generic medicines in Latin America

Processo: 17/50120-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração Pública
Convênio/Acordo: London School of Economics and Political Science - LSE
Pesquisador responsável:Elize Massard da Fonseca
Beneficiário:Elize Massard da Fonseca
Pesq. responsável no exterior: Kenneth Shadlen
Instituição no exterior: University of London, Inglaterra
Instituição-sede: Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/18604-5 - Políticas para competitividade do setor farmacêutico: uma análise da experiência brasileira, AP.JP
Assunto(s):Indústria farmacêutica  Medicamento genérico  Estudo comparativo  Equivalência terapêutica  Prescrições de medicamentos  América Latina  Projetos SPRINT 

Resumo

Este estudo visa fortalecer uma colaboração de quatro anos entre Shadlen e Fonseca em estudos relacionados a regulação de indústrias farmacêuticas. Este projeto permitirá avançar uma tipologia desenvolvida pelos autores, que compara abordagens nacionais de regulação de medicamentos genéricos, e traçar uma estratégia de pesquisa para a aplicação dessa tipologia na América Latina. Medicamentos genéricos constituem um instrumento crucial para as políticas nacionais de medicamentos. Observam-se diferenças nas regras de regulação de genéricos na América Latina. Pesquisadores engajados em estudos comparativos carecem de um guia para compreender quais dimensões da estratégia de genéricos podem ser comparadas e avaliadas. Pretendemos preencher esta lacuna. Nossa tipologia busca considerar as regras e regulações quatro dimensões: equivalência terapêutica; identificação visual de embalagens; prescrição de medicamentos; substituição por medicamentos genéricos. Argumentamos que para compreender e comparar abordagens nacionais de promoção ao uso dos medicamentos genéricos, é crucial distinguir entre estas quatro dimensões. Em uma publicação recente (Fonseca e Shadlen 2017), aplicamos está tipologia ao caso brasileiro. Este acordo de cooperação nos permitirá: (I) avançar está agenda de pesquisa e aplica-Ia a outros países; (II) mapear os sistemas de outros países com base nessa tipologia; (III) identificar uma rede de colaboradores; (IV) buscar financiamento adicional. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.