Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do potencial prognóstico de genes presentes no locus 9p22.1-p21.3 em gliomas

Processo: 16/21727-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2017 - 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Lucas Tadeu Bidinotto
Beneficiário:Lucas Tadeu Bidinotto
Instituição-sede: Hospital do Câncer de Barretos. Fundação Pio XII (FP). Barretos , SP, Brasil
Pesq. associados:Matias Eliseo Melendez ; Rui Manuel Vieira Reis
Bolsa(s) vinculada(s):17/21671-1 - Análise do potencial prognóstico de genes presentes no locus 9p22.1-p21.3 em gliomas, BP.TT
Assunto(s):Sistema nervoso central  Neoplasias neuroepiteliomatosas  Glioma  Genes supressores de tumor  Cultura de células  Expressão de proteínas  RNA mensageiro  Prognóstico  Análise in silico 

Resumo

Gliomas são os tumores cerebrais mais frequentes e malignos dentre os tumores do sistema nervoso central. Alguns tipos de gliomas são incuráveis, com uma média de sobrevida de aproximadamente 13 meses, e menos de 2% dos pacientes atingem 5 anos após o tratamento. O baixo sucesso no tratamento desses tumores se dá em parte ao baixo entendimento de suas bases moleculares. Neste sentido, nosso grupo de pesquisa descreveu uma região frequentemente deletada (chr9p22.1-p21.3) em gliomas, com genes potencialmente importantes no prognóstico deste tipo tumoral. Sendo assim, o objetivo do presente projeto é analisar o potencial prognóstico dos genes presentes em chr9p22.1-p21.3 em gliomas, e avaliar of efeitos funcionais da perda de expressão e da reexpressão de determinados genes deste locus em linhagens celulares de gliomas. Será realizada uma análise in silico do potencial prognóstico de todos os 27 genes presentes nesta região, e serão selecionados de 2 a 4 genes para análises posteriores. Em seguida, para cada um dos genes, será feita análise da expressão proteica (imunohistoquímica e western blot) e de mRNA (qRT-PCR) em uma série de linhagens celulares e casos de glioma provenientes do Hospital de Câncer de Barretos e parceiros. Baseado nos resutados, os genes serão silenciados e re-expressos em linhagens celulares, e alterações funcionais serão avaliadas (proliferação, apoptose, migração e invasão celular). Porfim, será avaliada a resposta destas linhagens (genes silenciados e reexpressos) ao tratamento com fármacos. Os resultados deste trabalho podem levar à proposição de novas abordagens terapêuticas para o tratamento de pacientes com gliomas que possuem esta deleção. (AU)