Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo de técnicas de confecção de próteses totais fixas maxilares implantossuportadas: planejamento, materiais, desajuste, torque de afrouxamento, cobertura estética, ciclagem mecânica e distribuição de tensões

Processo: 17/16303-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2017 - 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Clínica Odontológica
Pesquisador responsável:Marcelo Ferraz Mesquita
Beneficiário:Marcelo Ferraz Mesquita
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Próteses e implantes  Prótese total  Ajuste de prótese  Adaptação marginal dentária  Torque  CAD/CAM  Ciclagem mecânica 

Resumo

O objetivo neste estudo é avaliar e comparar: 1- Técnicas para a reabilitação de maxilas totalmente edêntulas: All-on-Four (F); e All-on-Six (S); 2- Técnicas de confecção de infraestruturas: A- Fundição em Co-Cr; B- CAD-CAM em Zircônia (técnica subtrativa); e C- Idem, em Ti-cp.(técnica aditiva); e 3- Observar os efeitos: A- da aplicação de cobertura estética sobre desajuste marginal e distribuição de tensões; B- da ciclagem mecânica sobre o desajuste e torque de afrouxamento dos parafusos protéticos. Serão confeccionados modelos de trabalho a partir de modelos prototipados (n=30) das técnicas All-on-Four: 4 implantes (F) e All-on-Six: 6 implantes (S) e respectivas infraestruturas (fundição em Co-Cr, usinagem em Zircônia e deposição em Ti cp.). Serão mensurados os valores de desajuste marginal (teste do parafuso único). Para avaliação do torque de afrouxamento inicial, os parafusos protéticos receberão torque de 10N.cm (torquímetro digital), e serão avaliados após 10 minutos. A distribuição de tensões será analisada por meio de extensometria e análise fotoelástica. Todas as infraestruturas receberão aplicação de cobertura estética, e em seguida serão avaliados os valores de desajuste marginal e tensão como descrito anteriormente. As infraestruturas com desajuste elevado receberão tratamento de eletroerosão (Ti cp. e Co-Cr). Os parafusos das infraestruturas serão novamente torqueados, e realizada nova análise fotoelástica e extensometria. Antes e após ciclagem mecânica (106 ciclos mecânicos, 2Hz/130N), todas as amostras serão avaliadas quanto aos níveis de desajuste e o torque de afrouxamento. Os resultados serão submetidos à análise exploratória, e aplicados os testes estatísticos apropriados. (AU)